Pedro Damasceno

  • Nome Completo: Pedro Damasceno
  • Data de Falecimento: 7 de outubro de 2017
  • Filhos: 3
  • Nacionalidade: Brasileiro
  • Formação: Economista
  • Redes Sociais:

Quem é Pedro Damasceno

Pedro Damasceno foi economista e sócio-fundador da Dynamo, uma das primeiras gestoras de fundos do Brasil.

Pedro Damasceno começou com a Dynamo em 1993. O principal fundo do grupo, o Dynamo Cougar, que investiu em ações de gigantes como Itaú, Natura e Lojas Renner, cresceu 18.000% desde sua fundação. Para se ter ideia, a Ibovespa, no mesmo período, aumento 600%.

Segundo o site InfoMoney, a Dynamo é o maior investidor em valor do Brasil.

De acordo com dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), a empresa tem cerca de R$ 6,7 bilhões em ativos sob gestão.

Trajetória de Pedro Damasceno

Pedro Damasceno

No mercado, pouco se sabe sobre Pedro Damasceno, um homem discreto e que poucas vezes deu entrevista. A única em vídeo, por exemplo, foi concedida ao InfoMoney em 2016.

Pedro era formado em economia pela Universidade Cândido Mendes, do Rio de Janeiro.

A carreira na Dynamo começou em 1993. Junto a Bruno Rocha e Luiz Orentein, era um dos principais sócios responsáveis por investir em empresas do Brasil dentro da gestora.

A prática comum nos Estados Unidos, de encontrar boas empresas na bolsa, mas com valor abaixo do esperado, e aguardar para que elas tenham cotação razoável, é um marca da Dynamo.

Outra característica destacada na empresa é a obsessão por saber todos os detalhes das empresas que investem.

Tido como um homem extremamente inteligente, praticante de exercícios físicos como corrida e andar de bicicleta, e humilde, Pedro Damasceno faleceu aos 47 anos. Ele foi vítima de um infarto fulminante enquanto corria na praia.

Quem descreve Pedro, diz que ele era apaixonado pelo que fazia e que embora refutasse o título de gestor nerd, era obcecado por ler e pesquisar.

Homenagens a Pedro

O Brazil Journal tratou a morte dele como “irreparável para o mercado, onde os atributos pessoais que fizeram de Pedro uma unanimidade são cada vez mais raros”.

Pedro Damasceno foi homenageado por diversos expoentes do mercado nacional, como Cláudio Roberto Ely (ex-CEO da Drogasil) e José Galló, da Renner.

De acordo com Artur Wichmann, da Verde Asset Management, Pedro “era uma pessoa que conhecia profundamente o que fazia, amava o que fazia, foi extremamente bem-sucedido no que fazia, e ainda assim não se gabava. Ele não tinha o menor problema em dizer, ‘Não, isso aqui eu não conheço’, o que é um grande problema da nossa profissão”.

Uma de suas últimas contribuições foi o relato que deu para o livro Fora da Curva – Os segredos dos grandes investidores do Brasil – e o que você pode aprender com eles.

Em conversa para a criação do material, relatou sobre a Dynamo: “Eu escuto isso de muitos amigos: ‘eu quero ganhar dinheiro para, aos 40 anos, parar de trabalhar’. A gente não quer parar de trabalhar. A gente gosta muito disso aqui”.

Pedro Damasceno deixou a esposa e três filhas.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Deixe sua opinião sobre Pedro Damasceno

eBook Gratuito

Como analisar uma ação

Conheça o Passo A Passo para você analisar e entender se uma ação é realmente boa!

eBook Gratuito

Manual do Investidor

Tudo o que você precisa para dar os primeiros passos na Bolsa de Valores