Paulo Kakinoff

  • Nome Completo: Paulo Kakinoff
  • Data de Nascimento: 1975
  • Local de Nascimento: Santo André, São Paulo, Brasil
  • Nacionalidade: Brasileiro
  • Formação: Administrador
  • Ocupação: Executivo
  • Redes Sociais:

Quem é Paulo Kakinoff

Paulo Kakinoff é atual presidente da GOL Linhas Aéreas – companhia líder no setor de aviação brasileira. O CEO assumiu o comando da empresa em 2012 – o objetivo era diminuir custos e melhorar a eficiência.

De acordo com a coluna Moeda Forte, da revista IstoÉ Dinheiro, de fevereiro de 2018, Paulo Kakinoff tem sido eficiente em seu propósito.

A participação da GOL no mercado cresceu para 36,2%. O segundo lugar é ocupado pela Latam, com 32,6%, e em terceiro vem a Azul Linhas Aéreas, com 17,9%.

Além disso, nos últimos cinco anos, os custos caíram de R$ 10,7 bilhões para R$ 7,4 bilhões.

Trajetória de Paulo Kakinoff

Paulo Kakinoff

Paulo Kakinoff nasceu na cidade de Santo André, na grande São Paulo, em 1975.

Formado em administração pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, Paulo começou a carreira cedo.

Cursou o ensino médio integrado a um curso técnico. Ao se formar, foi contratado, com cerca de 18 anos de idade, como estagiário pela Volkswagen.

Dentro da empresa, teve uma carreira quase meteórica: foi representante de assistência técnica. Dois anos mais tarde, tornou-se coordenador administrativo. Em seguida, assumiu o cargo de gerente de vendas.

Aos 29 anos de idade já era gerente de marketing e vendas. Um ano depois, tornou-se diretor das mesmas áreas.

Migrou para a Alemanha onde exerceu o cargo de diretor executivo para a América Latina.

De volta ao Brasil, assumiu a direção da Audi. Com poucos meses no cargo, lançou um plano que chamou a atenção da indústria: a cada 45 dias, um novo modelo chegava ao mercado.

Saiu da empresa em 2012 e foi direto para a presidência da GOL Linhas Aéreas.

Paulo Kakinoff e a Gol Linhas Aéreas

Em 2015, a GOL sofreu um baque histórico no Brasil e América do Sul: amargou prejuízo de R$ 4,3 bilhões.

A partir de um plano emergencial e de longo prazo, a GOL hoje respira aliviada, principalmente se comparada ao fatídico 2015.

Mais espaço entre as poltronas e Wi-Fi dentro das aeronaves foram alguns dos ajustes feitos para fidelizar clientes. Além disso, atualmente, a GOL é companhia mais pontual do mercado brasileiro.

Para continuar crescendo e liderando, a GOL investirá mais também em voos internacionais.

A partir de 2018, voltaram a ser ofertados, por exemplo, viagens para Miami e Orlando, nos Estados.

A estratégia de sucesso fez com que o conselho de administração da companhia aérea elegesse Paulo Kakinoff para o cargo de CEO novamente. O anúncio foi feito em dezembro de 2017.

Já eleito o melhor CEO do Brasil pelo ranking da Forbes de 2014, Paulo Kakinoff não figurou na lista da publicação, que aponta os 25 melhores presidentes de empresas de 2018.

Atualmente, a GOL é líder disparado no mercado, com participação superior a 36%. Nos últimos dois anos, a empresa acumulou lucros.

Em 2017, a receita foi de R$ 10,6 bilhões – um aumento de 7,2% se comparado a 2016.

Na primeira metade de 2018, a GOL anunciou a compra de mais 15 jatos da Boeing. O modelo 737 MAX, que foi o eleito, apresenta redução de combustível em relação a outras naves.

Sobre as novas aeronaves, Paulo Kakinoff disse que a aquisição reforça a estratégia de reduzir custos operacionais e que a capacidade adicional proporcionará à empresa vantagem competitiva em custo.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!
Deixe sua opinião sobre Paulo Kakinoff