Michael Jordan

  • Nome Completo: Michael Jeffrey Jordan
  • Data de Nascimento: 17/02/1963
  • Local de Nascimento: Nova Iorque, Estados Unidos
  • Filhos: 5
  • Idade: 55
  • Nacionalidade: Estadunidense
  • Ocupação: Empresário
  • Fortuna: US$ 1,6 bilhão
  • Conhecido como: Air Jordan
  • Estado Civil: Casado
  • Site Oficial: https://www.nike.com.br/jordan
  • Redes Sociais:

Quem é Michael Jordan

Michael Jordan é provavelmente o maior jogador de basquete de todos os tempos, porém, não só nos esportes ele se coloca no mais alto panteão. Michael também é um dos atletas que mais teve sucesso no campo empresarial. Sua imagem foi utilizada por diversas marcas, sendo que ele é um dos maiores “garoto propaganda” da Nike, tanto que tem sua própria marca dentro da empresa, o Air Jordan.

Outra característica de Michael Jordan no mundo dos negócios é sua capacidade em saber onde investir dinheiro. Ele é o maior acionista do time de basquete Charlotte Hornets e possui ações do time da Major Legue Baseball Miami Marlins. A lenda do esporte está entre as pessoas mais ricas do mundo.

Segundo o ranking da Forbes de 2018, Jordan tem uma fortuna estimada em 1,6 bilhão de dólares. Valor que o coloca na 1477ª posição entre os bilionários.

O atleta se aposentou em 1999, porém, durante toda carreira soube transferir seu sucesso nas quadras para o fortalecimento de sua marca.

Michael já fez parte de comerciais de grandes marcas, apresentando uma variedade de produtos.

Entre elas estão campanhas de destaque, inclusive um comercial feito para Nike no qual contava com a participação de Spike Lee.

Somente para a marca esportiva sua imagem já rendeu mais 1 bilhão de dólares em vendas.

Parte do sucesso dos negócios, Jordan deposita ao seu empresário, David Falk.

Além de ser um case de sucesso na área de marketing, Michael também é conhecido por sua capacidade de empreendedor.

Entre sues investimentos estão: uma rede de restaurantes; é co-proprietário de um grupo automotivo; e possui participação em times das ligas de basebol e basquete estadunidense.

Outro artigo de destaque que tem o atleta como símbolo é o Air Jordan, uma das linhas de produtos da Nike com melhor retorno.

Em 2018, a sua marca inovou e estampou a terceira camisa do time de futebol Paris Saint Germain. Partindo de uma política de aumentar o número de fans que gostam dos dois esportes.

Michael Jordan e os negócios

Michael Jordan

Mesmo antes de deixar o basquete, a biografia de Michael Jordan já era diretamente ligada a campanhas de marketing.

Por seu talento raro sendo jogador, as empresas viram no atleta uma boa chance para exporem suas marcas.

Não à toa, Michael já fez campanhas publicitárias para marcas como:

Coca-Cola, Chevrolet, Gatorade, McDonald’s, Ball Park Franks, Rayovac, Wheaties, Hanes e MCI.

A maior parte de seus acordos foram fechados com a tutela de seu agente David Falk.

Michael define Falk como o “mago do marketing”, sendo que foi justamente o agente que bolou a ideia de criar uma linha de produtos inspirados no atleta para Nike.

O Air Jordan, produto que tem David como “pai”, é um dos maiores sucessos de venda da marca esportiva.

Nome que surgiu inclusive do apelido que atleta tinha em tempos de jogador.

Além disso, o astro sempre trabalhou para que sua imagem fosse exposta em diversas mídias, sendo que já foi até ator de cinema, fazendo o filme Space Jam.

Ele também é dono de 90% do time da NBA Charlotte Hornets.

Estimasse que seus ganhos anuais com propaganda superem o valor de 40 milhões de dólares.

Michael Jordan e o topo

Michael Jordan

Michael é um dos maiores atletas de todos os tempos. Porém, ele conseguiu aliar seu sucesso como esportista com seus ganhos.

Em 2010, a estrela do basquete figurou entre as 20 personalidades mais poderosas do mundo segundo a revista Forbes.

Além disse ele está entre as pessoas mais ricas do mundo.

No ano de 2015, Michael foi homenageado pelo Business Journal sendo a pessoa de negócios do ano.

Michael Jordan figura na seleta de listas de esportistas que repetiram o sucesso como atleta e empreendedor, casos de Ronaldo Nazário e George Foreman.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!
Deixe sua opinião sobre Michael Jordan