Gina Rinehart Gina Rinehart

Gina Rinehart

Perfil de Gina Rinehart
Nome Completo Georgina Hope Hancock
Nascimento 9 de fevereiro de 1954
Local de Nascimento Perth, Austrália
Filhos 4
Nacionalidade Australiana
Ocupação Empresária
Fortuna US$ 15,2 bilhões
Conhecido Como Gina Rinehart
Site Oficial https://www.ginarinehart.com.au/

Biografia de Gina Rinehart

Quem é Gina Rinehart

Gina Rinehart é a mulher mais rica da Austrália – e 30ª mulher mais influente do mundo de acordo com a lista Forbes 2019, com base em dados de 2018. A primeira posição pertence a Françoise Bettencourt, herdeira da L’Oreal.

Gina Rinehart é herdeira de Lang Hancock, explorador de minério de ferro. Apesar de o pai ter criado a Hangop Prospecting, foi ela quem tirou a companhia da falência e transformou a empresa em uma das principais do mundo na área de atuação.

Com patrimônio de US$ 15,3 bilhões (a informação é da Forbes em 2019), Gina Rinehart é também a presidente da Hangop Prospecting e a terceira maior produtora de gado da Austrália.

Até 2015, enfrentou processos de litígio movidos por dois de seus filhos – ela tem quatro no total.

Trajetória de Gina Rinehart

Georgina Hope Hancock nasceu na cidade de Perth, na Austrália, em 9 de fevereiro de 1954. Ela estudou economia na Universidade de Sydney, mas deixou o curso para trabalhar com o pai, Lang Hancock. Filha única, começou a atuar na empresa de mineração, que não ia muito bem. Contudo, ajudou a reerguer o negócio criado por Lang.

Em 1992, quando seu pai faleceu, Gina herdou as ações dele no Hancock Prospecting Group e assumiu o cargo de presidente executiva. Na época, a fortuna dele foi estimada em US$ 75 milhões.

Para levantar o capital da companhia, fez parcerias por meio de joint ventures e transformou o arrendamento em minas.

Quer entender melhor como as finanças influenciam uma empresa? Faça o minicurso de contabilidade para investidores.

A Hancock Prospecting investe também em mineradoras de outros locais do mundo, como no Reino Unido. Mas a grande fonte de dinheiro vem do projeto Roy Hill, que começou em 2015, e envia remessas para a Ásia

Entre os minerais, Gina tem participação em minas de ferro e manganês, por exemplo. Além disso, possui ações na Ten Network Holdings.

Gina Rinehart e outros negócios

Anos atrás, investiu também na Fairfax Media, expandindo sua presença para o setor de mídia. Como não conseguiu um lugar no grupo de conselheiros da empresa, que possui diversos veículos na Austrália, vendeu sua participação em 2015 – até então, era a maior acionista individual.

Em 2015, começou a investir em cabeças de gado ao adquirir uma propriedade de mais de 4 mil quilômetros quadrados, abastecida com 15 mil cabeças de bovinos. Atualmente, o grupo de Gina é o terceiro maior produtor do gênero da Austrália.

Em 2011, começou a enfrentar uma batalha judicial contra alguns de seus filhos. O imbróglio diz respeito a um fundo criado por Lang no final da década de 1980, no qual Gina foi incumbida para gerenciar os bens de seus quatros filhos. O caso teve fim em 2015.

Apesar de discreta quando o assunto é filantropia, a empresária ajuda organizações sem fins lucrativos que cuidam de meninas órfãs e de mulheres sexualmente exploradas.

Outro bilionário que, assim como Gina Rinehart, também fez fortuna e carreira no mercado de minérios foi Mikhail Prokhorov. Nascido na Rússia, a fortuna dele é superior a US$ 9 bilhões. A Suno conta mais sobre a história de Mikhail Prokhorov neste texto.

Ler mais

Compartilhe sua opinião