Geraldo Rufino

Quem é Geraldo Rufino

Criado na favela do Sapé, em São Paulo, Geraldo Rufino é fundador da JR Diesel, a maior empresa da América Latina em reciclagem e desmontagem de veículos.

Nascido no estado de Minas Gerais, Geraldo Rufino, ainda criança, recolhia latinhas feitas de aço e folhas de flandre em lixões para vender no ferro-velho.

Dados dão conta de que de, atualmente, a JR Diesel fatura anualmente R$ 50 milhões bruto.

Trajetória de Geraldo Rufino

De jeito simples, como pode ser visto na entrevista que concedeu ao Show Business da Band, do primeiro semestre de 2016, Rufino perdeu a mãe aos sete anos de idade.

Na época, ele abandonou a escola (estava na 2ª série). Retomou os estudos aos 13 anos, por exigência do gerente do Playcenter, que o havia contratado para ser office boy.

Pouco a pouco, Geraldo Rufino foi conquistando suas coisas: aos 15 anos, adquiriu um Fusca. Trocou o automóvel por um Kombi, a fim de ajudar o irmão que prestava serviço para uma transportadora.

Por volta dos 25 anos, já tinha dois caminhões que utilizava para transportar adubo.

A mudança na vida profissional ocorreu a partir de um triste fato. Era 1985 quando os dois caminhões de Rufino se envolveram em um acidente. O estrago foi tanto que os veículos, que não eram assegurados, se tornaram inutilizáveis.

Sem condições para reparar os automóveis – e já sabendo que ficaria no prejuízo -, a medida básica para amenizar o rombo financeiro era desmontar os caminhões e vender as peças.

A negociação foi rápida e ele percebeu que havia espaço nesse mercado. Surgia então a JR Diesel.

Confira abaixo o vídeo que o fundador da Suno Research, Tiago Reis, fez entrevistando Geraldo Rufino.

Geraldo Rufino e a JR Diesel

O trabalho da nova empresa começou com desmanche manual – e em nada lembra o negócio que alcança milhões de reais anualmente.

O galpão localizado em Osasco ocupa milhares de metros quadrados e conta com uma loja para revender as peças.

No meio do caminho, Rufino fez parceria com empresários estrangeiros – o que se provou um desastre. O erro lhe custou um prejuízo de mais ou menos R$ 16 milhões.

Depois de reestruturar a empresa, cresce a um ritmo de 30% ao ano, como aponta o portal Vagas.

O segredo do sucesso, como deixa claro na entrevista concedida à jornalista Sonia Racy, do Show Business, é o otimismo.

No bate-papo, Geraldo destacou: “Se você, ao invés de se lamentar, olhar para o lado e se movimentar, vai encontrar oportunidades”.

Ao relatar sua história de superação, o empresário deixa claro o orgulho de suas origens. Não esconde que o investimento que recebeu lá atrás, era o pão que mortadela que ganhava para se alimentar. E também os restos de comida que encontrava nos lixões.

A bagagem para tanta segurança e certeza que de algo melhor viria, ele atribui à mãe: “A minha mãe me empoderou, ela me fez acreditar que, para eu conseguir o que queria, bastava acreditar em mim.

Ela me fez acreditar que ser pobre não era um problema e que ser negro é um privilégio”.

Em 2016, Geraldo Rufino lançou o livro O Catador de Sonhos, pela editora Gente.

O sorriso no rosto e atitude sempre positiva, levou Geraldo Rufino a palestrar no TED Talks – até o presente momento, o vídeo já foi visto por mais de 450 mil pessoas no canal oficial do TED no YouTube.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!
Deixe sua opinião sobre Geraldo Rufino