Barão de Mauá

  • Nome Completo: Irineu Evangelista de Sousa
  • Data de Nascimento: 28/12/1813
  • Local de Nascimento: Arroio Grande, Brasil
  • Data de Falecimento: 12/10/1889
  • Filhos: 11
  • Nacionalidade: Brasileiro
  • Conhecido como: Barão de Mauá
  • Redes Sociais:

Quem é Barão de Mauá

Barão de Mauá

Irineu Evangelista de Sousa, mais conhecido como Barão de Mauá, foi um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento industrial do Brasil no período do império. Pensando em investimentos de longo prazo, o Barão revolucionou diversos setores da infraestrutura nacional.

Entre os inúmeros negócios de Irineu Evangelista, talvez o que tenha maior destaque seja a criação da primeira linha férrea da América do Sul, no estado do Rio de Janeiro.

Barão de Mauá também é conhecido por ser um dos primeiros personagens do capitalismo no país e no continente, principalmente ao repetir métodos de produção em grande escala, existentes na Europa e nos Estados Unidos. Além de ser lembrado como um grande banqueiro.

Irineu Evangelista nasceu no interior do Rio Grande do Sul. Ainda jovem se mudou para o Rio de Janeiro, na época capital do Brasil.

Com 17 anos ele começou a trabalhar em uma firma de importação, da qual o escocês Ricardo Carruther era dono.

Ricardo foi uma das figuras marcantes em seu desenvolvimento. Foi com o empresário que ele aprendeu inglês e pegou gosto pelos negócios.

Tanto que pouco tempo após entrar para empresa, o Barão de Mauá já era sócio da companhia. Em 1839, Irineu Evangelista assumiu o negócio após Carruther voltar para Europa.

Outro grande marco em sua carreira foi uma visita a Inglaterra, em 1840.

Foi nessa viagem que em empresário conheceu o novas ideias de fábricas e o universo do capitalismo existente em países mais desenvolvidos.

O choque de ver a Revolução Industrial de perto mudou os rumos da carreira do Barão, além de ser um dos estopins para que voltasse seus investimentos na melhoria da infraestrutura nacional.

A história do Barão de Mauá está diretamente ligada ao desenvolvimento do país.

Além da primeira linha férrea do continente, o empresário foi responsável pelas primeiras indústrias de fundição de ferro e estaleiro do país, o início da exploração do rio Amazonas, obras na cidade do Rio de Janeiro e criação de bancos.

Sua influência para o crescimento econômico do país na época foi tanta que ele ficou conhecido como o “empresário do império”.

Irineu Evangelista morreu em 1889, na cidade de Petrópolis.

História do Barão de Mauá

Barão de Mauá

Irineu Evangelista de Sousa nasceu no dia 28 de dezembro de 1813, na cidade de Arroio Grande, estado do Rio Grande do Sul.

A morte de seu pai e tio resultou na mudança do jovem para o Rio de janeiro, a capital do império. Na época Irineu Evangelista tinha oito anos de idade.

Com 11 anos ele começou a trabalhar como balconista. Sua proatividade fez com que – mesmo jovem – ganhasse o respeito dos seus companheiros.

Na importadora criada por Carruther foi onde o barão começou a ter destaque. Mudando diretamente os rumos de sua carreira empresarial.

Barão foi um dos maiores empresários da América Latina no século XIX.

Entre 1850 até 1854 ele investiu em diversas frentes de infraestrutura no país.

A cidade e estado do Rio de Janeiro, a navegação do Rio Grande do Sul e do Amazonas, foram alguns dos principais alvos de Irineu Evangelista.

Também nesse período ele abriu o Banco Mauá, MaCGregor & Cia. Existiam várias filiais espalhadas pelas capitais do império e em outros países.

O Barão também foi responsável por trazer investimentos estrangeiros ao país. Fator que contribuiu de forma determinante no sucesso de suas investidas.

Seu papel no desenvolvimento do país fez com que o império o concedesse os títulos nobiliárquicos de barão e, posteriormente, de visconde. Porém, a alcunha “barão” ganhou maior destaque em sua biografia.

Um marco pós 1850 foi o fortalecimento de suas ideologias.

Considerado um liberal, ele defendia o fim da escravidão e o menor poder do estado. Posição que fez com que parcela de figuras do império e da elite cafeeira boicotasse ele.

Como uma das lideranças empresariais da época, Irineu Evangelista entrou para história como um dos maiores capitalistas da história do Brasil.

Barão de Mauá faleceu em 21 de outubro de 1889, aos 76 anos de idade.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!
Deixe sua opinião sobre Barão de Mauá