XP Inc. reduz sua taxa de corretagem em 75% e zera corretagem da Rico

XP Inc. reduz sua taxa de corretagem em 75% e zera corretagem da Rico
A XP Inc. informou nessa sexta, que cortou em 75% suas taxas, ao passo que zerou a corretagem da Rico.

A XP Inc.(Nasdaq: XP) informou nessa sexta-feira (11) que cortou em 75% suas taxas, ao passo que zerou a corretagem da Rico, como uma resposta à crescente preocupação, por parte dos clientes, em relação ao preço. As informações são do ‘Brazil Journal’.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Nesse cenário, a corretagem da XP passa de R$ 18,9 para R$ 2,90 em operações de day trade, ao passo que em outras operações fica em R$ 4,90. A Rico por sua vez, tinha uma taxa de corretagem de R$ 7,50.

Segundo o CEO da Rico, Laio Santos, o movimento “deve ajudar na atração de novos clientes e na fidelização da base, aumentando o nosso lifetime value”.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Já o diretor de marketing e conteúdo digital da XP Inc, Karel Luketic, destacou que “se a gente não faz esse movimento, ou a gente perde clientes ou não ganha tanto quanto poderia”.

Vale destacar que a XP conta com mais da metade (55%) do mercado de pessoa física na Bolsa de Valores. Além disso, a companhia tem cerca de 20% do mercado total de corretagem.

XP inc. aumenta de 148% lucro líquido no 2T20

A XP Inc. divulgou há cerca de 1 mês seus resultados do segundo trimestre de 2020. O lucro líquido ajustado da corretora brasileira cotada em Nova York chegou a R$ 565 milhões, um aumento de 148% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando tinha sido de R$ 228 milhões. Em relação aos primeiros três meses do ano, esse valor aumentou de 36%.

A receita bruta da XP Inc. foi de R$ 2,041 bilhões, em aumento de 65% em relação ao mesmo período do ano passado, quando tinha sido de R$ 1,236 bilhão. O aumento foi de 10% em relação ao primeiro trimestre de 2020, quando esse valor tinha sido de R$ 1,856 bilhão.

O valor obtido através das comissões de corretagem foi de R$ 543 milhões, em crescimento de 82% contra os R$ 298 milhões registrados no mesmo período de 2019, segundo apontou a XP Inc.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião