Wells Fargo substituirá CFO, John Shrewsberry, após 22 anos de trabalho

Wells Fargo substituirá CFO, John Shrewsberry, após 22 anos de trabalho
Wells Fargo substituirá CFO, John Shrewsberry, após 22 anos de trabalho

O Wells Fargo anunciou nesta quarta-feira (22) que irá substituir seu diretor financeiro, John Shrewsberry, enquanto o novo CEO agita a alta administração da instituição financeira.

O banco estadunidense informou que o CFO do grupo se aposentará no outono, do Hemisfério Norte. Dessa forma, o executivo de 55 anos do Wells Fargo será sucedido por Mike Santomassimo, ex-diretor financeiro do Bank of New York Mellon.

Shrewsberry, que com mais de duas décadas dentro da instituição financeira e no cargo de CFO desde 2014 já pode ser considerado um veterano dentro da instituição financeira, foi um dos únicos diretores importantes a permanecer no banco após o escândalo de contas falsas de quatro anos.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

O novo CEO do Wells Fargo, Charles Scharf, que integrou a administração no outono passado, afirmou que a companhia precisa cortar US$ 10 bilhões (equivalente a R$ 51 bilhões) em despesas anualmente para se aproximar de seus pares. O movimento, nesse sentido, provavelmente deve resultar em demissões em massa.

Wells Fargo tem prejuízo de US$ 2,4 bi no 2T20

O banco reportou há pouco mais de uma semana os resultados referentes ao exercício durante o segundo trimestre deste ano. O Wells Fargo registrou entre os meses de abril e julho um prejuízo de US$ 2,4 bilhões, após reservar US$ 9,5 bilhões para cobrir possíveis perdas com empréstimos devido à pandemia de coronavírus.

Saiba mais: Wells Fargo registra prejuízo de US$ 2,4 bi no 2T20

Os números reverteram o lucro de US$ 6,2 bilhões divulgados no mesmo período do ano anterior e selaram o primeiro resultado negativo da instituição financeira desde o quarto trimestre de 2008.

Dessa forma, o prejuízo em termos ajustados foi de US$ 0,66 por ação, pior do que a expectativa dos analistas do FactSet, de US$ 0,16. A receita do Wells Fargo, por sua vez, encolheu 17% em comparação ao mesmo período do ano anterior, para US$ 17,84 bilhões.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião