Weg (WEGE3) lucra R$ 644,24 milhões no 3T20, alta de 54%

Weg (WEGE3) lucra R$ 644,24 milhões no 3T20, alta de 54%
A Weg (WEGE3) informou, nesta quinta, que sua carteira de ciclo longo para 2021 é saudável e que carteira de 2020 será entregue.

A Weg (WEGE3) apresentou, na manhã desta quarta-feira (21), seus resultados referentes ao terceiro trimestre deste ano. A companhia registrou um lucro líquido de R$ 644,24 milhões no período entre julho e setembro, equivalente a uma alta de 54% sobre o mesmo período do ano passado. Em comparação ao segundo trimestre, a alta é de 25,2%.

Segundo a Weg, a receita operacional líquida no terceiro trimestre foi de R$ 4,80 bilhões, crescimento de 43,3% na comparação anualizada, e 18,1% acima do segundo trimestre. Dessa forma, a margem líquida auferida no período, foi de 13,4%.

A principal fonte de receita da empresa foi o mercado externo, colaborando com US$ 505,04 milhões (cerca de R$ 2,71 bilhões na cotação de R$ 5,38), crescimento de 1,7% ano contra ano. Desse valor, o mercado na América do Norte contribuiu com 13,9%, enquanto a Europa teve uma participação de 28,1%.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

O mercado interno contribuiu com R$ 2,85 bilhões, avanço de 51,3% sobre o mesmo período do ano passado, e de 30% frente ao trimestre imediatamente anterior.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 935,3 milhões, crescimento de 61,5% sobre o mesmo período de 2019, e 27,7% acima do trimestre imediatamente anterior. A margem Ebitda cresceu 2,2% na comparação de ano para ano, para 19,5%.

O Retorno Sobre o Capital Investido (ROIC) foi de 23,3% no terceiro trimestre, crescimento de 4,1 pontos percentuais em relação ao mesmo período de 2019, e crescimento de 1,7 ponto percentual em relação ao segundo trimestre de 2020.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

Ao longo dos primeiros nove meses deste ano, a geração de caixa nas atividades operacionais foi de R$ 2,55 bilhões, um crescimento de 137,5% em relação ao mesmo período de 2019. Segundo a Weg, esse resultado “é explicado principalmente pelo crescimento do resultado operacional e menor necessidade de capital de giro no período”.

As disponibilidades, aplicações financeiras e instrumentos financeiros derivativos, atingiram R$ 4,21 bilhões no terceiro trimestre. O caixa líquido, entretanto, é de R$ 2,21 bilhões, em função dos financiamentos — R$ 317,60 milhões em obrigações no curto prazo, e de R$ 1,68 bilhão para o longo prazo.

O Capex atribuído à modernização e expansão da capacidade produtiva apresentou crescimento em reação a 2019, sobretudo em virtude da continuidade dos investimentos em fábricas do Brasil, Estados Unidos, México e China, disse a empresa. No terceiro trimestre, foram investidos R$ 148,7 milhões na modernização e ampliação da capacidade produtiva, máquinas e equipamentos e licenças de uso de softwares — do total, 49% destinados às unidades brasileiras e 51% ao exterior.

“Este trimestre foi marcado pela retomada da demanda de equipamentos de ciclo curto, tanto no Brasil, onde observamos melhora importante em todas as unidades de negócios, como no exterior, onde a recuperação, apesar de mais lenta, se mantém constante desde abril/maio, piores meses do impacto da pandemia em nossos negócios”, disse a direção da Weg.


A companhia disse que apesar da melhora observada nos negócios ao longo do trimestre, ainda não é possível dizer que a crise foi superada, uma vez que traz altas incertezas econômicas aos países parceiros. “Incertezas com relação à recuperação econômica mundial ainda existem e os impactos futuros em diversos segmentos da indústria podem refletir em nossos negócios no médio e longo prazo, principalmente nos projetos relacionados aos equipamentos de ciclo longo.”

Weg avança sobre o resultado do segundo trimestre

No segundo trimestre deste ano, época de maior impacto da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) na economia mundial, a Weg lucrou R$ 514,37 milhões, equivalente a um crescimento de 32,2% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando o lucro foi de R$ 389 milhões.

Desse resultado, o mercado interno foi responsável por R$ 1,604 bilhão (alta de 24,4% na relação anualizada), enquanto o mercado externo contribuiu com R$ 2,459 bilhões (avanço de 23,2% na mesma base comparativa). O mercado externo em dólares, no entanto, angariou US$ 457,01 mil, enquanto no segundo trimestre do ano passado havia sido de US$ 509,02 mil.

“A receita do mercado externo em reais foi positivamente impactada pela variação do dólar norte-americano médio, que passou de R$ 3,92 no segundo trimestre de 2019 para R$ 5,38 no segundo trimestre de 2020, com valorização de 37,2% sobre o real”, salientou a empresa, à época.

Diretor de Finanças e Relações com Investidores renuncia

A Weg informou, na noite da última terça-feira (20), um dia antes da apresentação do balanço trimestral, que o diretor de Finanças e Relações com Investidores, Paulo Geraldo Polezi, apresentou sua renúncia e vai deixar sua funções na companhia a partir de 13 de novembro deste ano.

Com isso, segundo a Weg, o diretor Administrativo e Financeiro, André Luís Rodrigues, irá acumular as funções realizadas por Polezi, até um nova deliberação sobre o assunto.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião