Volkswagen e Randon fazem parceria para produção de suspensões

Volkswagen e Randon fazem parceria para produção de suspensões
Volkswagen e Randon fazem parceria para produção de suspensões

A Volkswagen Caminhões e Ônibus e a Suspensys, braço do grupo Randon, anunciaram nesta terça-feira (21) uma parceria para a montagem de suspensões pneumáticas dentro do complexo industrial da fabricante alemã em Resende (RJ).

Os investimentos necessários a concretização do acordo com a Volkswagen chegarão ao valor de R$ 50 milhões e serão realizados, na maior parte, pelo grupo Randon.

Com isso, a Suspensys, unidade especializada em sistemas de suspensão e eixos, passará a integrar o chamado consórcio modular, modelo de produção da Volkswagen pelo qual a montadora compartilha com os principais fornecedores a montagem dentro da própria fábrica. Atualmente, sete empresas integram esse formato.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

O modelo de negócio foi criado há quase 25 anos e está e a primeira vez em que adiciona uma companhia para a produção de um novo componente. A suspensão pneumática é uma tendência de mercado por oferecer mais conforto, afirmou o presidente da Volkswagen Caminhões, Roberto Cortes.

“É também uma forma de oferecer mais proteção para as cargas”, salientou o vice-presidente e chefe de operações do grupo Randon, Sergio Carvalho.

Nova linha da Volkswagen e Randon deve ter início em 2021

O executivo do grupo brasileiro ainda informou que a nova linha, que inicia em um piloto em outubro e está prevista para começar em 2021, contará com 10 a 15 funcionários em um primeiro momento, podendo atingir até 40 pessoas.

A unidade baseada em Caxias do Sul, de onde sairão os componentes que serão montados em Resende, terá, 75 trabalhadores adicionais em razão do contrato com a companhia alemã, declarou o executivo.

Saiba mais: Volkswagen: vendas globais caem 17,5% em junho

Para Cortes, o modelo de negócios que coloca o fornecedor na linha de montagem “é perfeito” para o Brasil, visto que oferece reações rápidas “nos altos e baixos” da economia. “O fornecedor acompanha o dia a dia da produção e consegue reagir prontamente a qualquer mudança”, acrescentou o executivo. O grupo Randon é fornecedor da Volkswagen Caminhões há mais de 30 anos.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião