Volkswagen manterá suas fábricas no Brasil fechadas até o fim de abril

Volkswagen manterá suas fábricas no Brasil fechadas até o fim de abril
Volkswagen registra prejuízo no 2T20 mas prevê recuperação do mercado

A Volkswagen anunciou nessa segunda-feira (20) que manterá suas fábricas no Brasil fechadas até o final de abril devido a crise do coronavírus (covid-19). Entretanto, a reabertura em maio ainda não foi decidida.

Além disso, os funcionários da Volkswagen votarão nessa segunda-feira um acordo fechado com os sindicatos, para reduzir a carga horária em 30% e manter o salário líquido. O salário bruto dos trabalhadores também será reduzido a uma taxa de 30% e a diferença deverá ser paga pelo Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda.

Suno One: O primeiro passo para alcançar a sua independência financeira

Aproximadamente 18 mil colaboradores da montadora irão participar da votação online para decidir sobre os cortes nesta segunda. Um novo programa de suspensão de contratos (layoff) também está previsto para ser votado.

No último domingo (19) o presidente do BNDES, Gustavo Montezano informou que as negociações com as montadoras de veículos serão finalizadas no mês de maio.

Volkswagen cancela projeções de receitas para 2020

Na última quinta-feira (16) a montadora anunciou o cancelamento de suas previsões de receitas para 2020 por conta do impacto da crise provocada pelo coronavírus nos negócios da empresa. Os números relacionados ao primeiro trimestre, entretanto, já haviam sido divulgados.

De acordo com dados publicados pela companhia previamente, a receita esperada para o primeiro trimestre é de US$ 60,12 bilhões (cerca de R$ 314 bilhões). O lucro operacional da empresa deve ficar em aproximadamente US$ 977 milhões nos primeiros três meses deste ano.

“A turbulência nos mercados financeiros e de matérias-primas levou a um impacto significativo no valor dos derivativos de commodities e a um efeito cambial negativo, o que pressionou os resultados do primeiro trimestre em US$ 1,41 bilhão (aproximadamente R$ 7,39 bilhões)”, salientou a empresa.

Saiba mais: Volkswagen pode reduzir 30% da jornada de trabalho e dos salários no Brasil

Além disso, a companhia informou que não pode prever o impacto exato da crise causada pela pandemia em sua produção, demanda ou cadeia de suprimentos, por enquanto. Ademais, a Volkswagen comunicou que está planejando retomar a produção em suas fábricas com novos padrões de segurança para seus colaboradores.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião