Negócios

Via Varejo (VVAR3) pode ter que liquidar estoque por coronavírus, diz UBS

0

O banco de investimentos suíço UBS avaliou em relatório divulgado nessa segunda-feira (23) que acredita que a Via Varejo poderá ter que liquidar seu estoque devido a pandemia do coronavírus. A avaliação ocorre em meio a dúvidas de analistas de mercado de que a companhia poderia ter que aumentar muito seu endividamento para fazer frente às restrições de vendas causadas pelo coronavírus.

A simulação feita pelo UBS considera que as vendas nas lojas físicas da Via Varejo (VVAR3) devem ser igual a zero já no segundo trimestre de 2020. A empresa é responsável pelas unidades das marcas Casas Bahia e Pontofrio. As vendas online, segundo a mesma projeção, serão afetadas com uma redução de 30%

As estimativas do banco suíço foram feitas levando-se em conta as medidas impostas pelo governo para conter a pandemia. Entre elas, o fechamento temporário de lojas físicas de setores não essenciais, a exemplo do que vem sendo feito em alguns estados e cidades nos últimos dias.

 

Saiba mais: Bolsa em queda livre!? Aproveita as maiores oportunidades da bolsa brasileira com nosso acesso Suno Premium

Nesse cenário, a Via Varejo pode se ver obrigada a liquidar seu estoque, vendendo itens com desconto, como estratégia para obter receitas e manter seu endividamento em patamares saudáveis.

A empresa brasileira reportou, na semana passada, ter uma dívida bancária de R$ 2,1 bilhões. A posição de caixa soma R$ 4,3 bilhões, sendo R$ 1,3 bilhão em caixa e equivalentes de caixa e R$ 3 bilhões em recebíveis de cartão não descontados.

Segundo a projeção do UBS, a dívida líquida da varejista poderia chegar a R$ 6,9 bilhões de reais no fim deste ano.

Via Varejo decide fechar lojas temporariamente

A Via Varejo informou ao mercado no último sábado que decidiu fechar as lojas físicas temporariamente em todo o Brasil devido a pandemia do novo coronavírus.

“Diante da intensificação da situação envolvendo a pandemia do coronavírus pelo mundo e face às medidas que vem sendo adotadas pelas autoridades públicas visando mitigar a propagação do vírus, e visando preservar a integridade física e saúde de nossos colaboradores, informamos que procedemos ao fechamento temporário de todas as nossas lojas físicas”, informou a Via Varejo por meio do fato relevante.

Outras empresas também anunciaram o fechamento de suas unidades ao longo desta semana.

A Marisa Lojas (AMAR3) informou ao mercado, no último sábado (21), que também decidiu fechar as suas lojas físicas por tempo indeterminado, assim como a C&A, Riachuelo (GUAR3), Lojas Renner (LREN3) e Magazine Luiza (MGLU3).

Contudo, as lojas on-line da Via Varejo, manterão suas operações, a exemplo do que tem feito outras varejistas e empresas com operações nos canais físico e virtual durante a crise do coronavírus.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Laura Moutinho
Estagiaria na Suno Notícias, escreve notícias que afetam o mercado financeiro. Estuda administração na Universidade Presbiteriana Mackenzie.