Via Varejo (VVAR3): BTG eleva preço alvo de R$ 13 para R$ 21

Via Varejo (VVAR3): BTG eleva preço alvo de R$ 13 para R$ 21
Via Varejo (VVAR3)

O BTG Pactual elevou o preço-alvo da Via Varejo (VVAR) de R$ 13 para R$ 21 e manteve recomendação de compra. Segundo relatório, o múltiplo EV/GMV para 2021 está em 0,8 vez, sinal de que a empresa está descontada e que exista potencial de valorização. Este múltipo sinaliza a relação entre o valor da empresa e o volume de vendas.

 

Além disso, o BTG vê uma tendência de consolidação no setor de varejo que deve beneficiar os players de maior porte, como a Via Varejo, que é dona das Casas Bahia e do Ponto Frio. Mesmo assim, o banco disse que espera uma desaceleração do e-commerce no ano que vem e maior volatilidade do papel.

As previsões para vendas e Ebitda da companhia estão 9% e 25% mais altas do que as estimativas anteriores, de acordo com o BTG.

Em maio, o banco elevou o rating de Via Varejo devido a resultados melhores que o esperado em meio à pandemia. Desde então, ação subiu 92%. “Agora, atualizamos os números da empresa para incorporar a estrutura de capital melhorada depois do follow on de junho, de R$ 4,4 bilhões e resultados melhores que o esperado”, disse o banco.

Desde o ano passado, a Via Varejo fez algumas iniciativas para melhorar o desempenho das lojas, melhorar a capacidade online, o custo de eficiência e a expansão física e online. Segundo o banco, a empresa está progredindo, com a alta no tráfego online e a crescente demanda parecendo “promissora”.

O banco destacou que a empresa atingiu 8 mil vendendores no marketplace, ante 6 mil no trimestre anterior. Além disso, mencionou a compra da empresa de tecnologia I9XP e da fatia na Distrito, hub de inovação. “A Via Varejo também usa seus mais de 85 milhões de clientes para criar um sistema de dados que suportam precificação, logística e marketing”, afirmou o BTG.

Para o banco, a combinação de tráfego crescente e melhorias nos serviços serão importantes para a Via Varejo ganhar escala no seu marketplace, diversificando as categorias disponíveis. Por volta de 10h34, as ações da empresa caíam 0,33% a R$ 17,88, enquanto o Ibovespa recuava 0,19%.

Natalia Gómez

Compartilhe sua opinião