MRV (MRVE3): vendas líquidas crescem 37,4% e batem recorde no 2T20

MRV (MRVE3): vendas líquidas crescem 37,4% e batem recorde no 2T20
MRV (MRVE3): vendas líquidas crescem 37,4% e batem recorde no 2T20

A construtora especializada em imóveis econômicos MRV (MRVE3) divulgou nessa terça-feira (7) sua prévia operacional do segundo trimestre de 2020. De acordo com o documento, a companhia bateu record de vendas líquidas no período, quando suas vendas de 11.479 unidades somaram R$ 1,81 bilhão. O montante é 37,4% maior na comparação anual, e 8,4% maior ante ao primeiro trimestre de 2020.

“Este recorde de vendas comprova o sucesso da estratégia de diversificação de produtos e funding adotada pela Companhia, bem como a resiliência do segmento de baixa renda”, explica a MRV no documento.

O comunicado ainda destacou que “com a retirada da obrigatoriedade da participação da União no pagamento de parte dos subsídios do programa Minha Casa Minha Vida, que caberá exclusivamente ao FGTS até o fim de 2020, os repasses das vendas no 2T20 foram normalizados”.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro para trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

Por sua vez, a companhia anotou uma geração de caixa de R$ 210 milhões entre abril e junho desse ano, de acordo com o documento.

Além disso, o comunicado destacou um significativo aumento da velocidade de vendas que alcançou 19,7%  no período entre abril e junho desse ano. Segundo a companhia, a maior marca desde o quarto trimestre de 2017. O montante ainda representa um aumento de 5,2 p.p ante ao segundo trimestre do ano passado.

“Durante todo o trimestre, a procura dos clientes se manteve em patamares elevados e a adoção de uma estratégia
comercial mais agressiva se provou acertada”, salientou.

MRV diz que medidas de distanciamento social impactaram nos lançamentos

O volume de lançamentos da construtora, no segundo trimestre do ano, alcançou a marca de 5.349 unidades. Uma queda de 51,7% em relação ao segundo trimestre de 2019, e um resumo de 20,4% em comparação ao primeiro trimestre desse ano.

A empresa explicou que “visando aproveitar o alto nível de estoque apresentado pela Companhia no início do ano, foi adotada uma estratégia de redução do volume de lançamentos no trimestre, priorizando o atendimento das praças menos abastecidas”.

Veja também: Banco Inter fecha parceria com MRV para oferecer descontos em imóveis

“Outro fator que impactou os lançamentos foram as medidas preventivas de distanciamento social adotadas em meio à pandemia do COVID-19 durante o 2T20, em que as prefeituras municipais e os cartórios, essenciais ao processo de lançamento de nossos empreendimentos, foram forçados a adotar o regime de home office e/ou atendimento por
agendamento”, apontou a prévia operacional.

Contudo, a MRV afirmou que pretende intensificar significativamente o volume de lançamentos no segundo semestre desse ano.

Ainda sobre os impactos da pandemia, a companhia resolveu adiar, para o terceiro trimestre, o início de grande parte das obras previstas para o trimestre finalizado em junho.

Saiba mais: MRV (MRVE3) anuncia novo diretor executivo de comercial e crédito

Segundo a MRV, a produção foi afetada negativamente entre abril e junho, e totalizou 7.976 unidades. O montante é 24,9% menor em comparação ao mesmo período de 2019.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião