Finanças pessoais

Vendas dos títulos do Tesouro Direto caem 27,6% em janeiro

0

A venda de títulos públicos a pessoas físicas registrou queda de 27,6% em janeiro, em relação com o mesmo período no ano passado. O valor vendido por meio do programa Tesouro Direto representa um total de R$ 2 bilhões, em janeiro de 2019 a somou R$ 2,8 bilhões.

O número total de investidores, ativos e não ativos, do Tesouro Direto somou 5,9 milhões de pessoas. Os número de ativos totalizou 1,2 milhão. No mês passado, apenas 9 mil pessoas passaram a investir nos títulos públicos.

Títulos mais vendidos no mês de janeiro:

  • títulos vinculados à taxa Selic – concentraram 55,7% das vendas
  • títulos corrigidos pela inflação (IPCA) – concentraram 29,9% das vendas
  • títulos prefixados – concentraram 14,4% das vendas

Os investimentos de menor valor continuaram a liderar a preferência dos aplicadores. As vendas abaixo de R$ 1 mil concentraram 67,7% do volume aplicado no mês.

Com o resultado de janeiro, o estoque de títulos públicos aplicados no Tesouro Direto teve leve queda de 0,59% em relação a dezembro, alcançando R$ 59,2 bilhões. Isso ocorreu porque, no mês passado, o Tesouro resgatou R$ 3 bilhões. A variação do estoque representa a diferença entre as vendas e os resgates, mais o reconhecimento dos juros que incidem sobre os títulos.

Última cotação do Tesouro Direto

Na última quarta-feira (26), os títulos Indexados ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) operavam em alta em comparação com a última sexta-feira (21).

O título Tesouro IPCA+ 2026 apresentava uma taxa de rentabilidade de 2,61% a.a., com um valor mínimo estabelecido de R$ 55,95 e preço unitário de R$ 2.797,96.

Confira Também: Governo estuda lançar novos produtos no Tesouro Direto, diz secretário

O Tesouro IPCA+ 2035, na última sexta, estava a 3,24% a.a., com o valor mínimo de R$ 40,74 e o preço mínimo R$ 2.037,25. Na quarta apresentava taxa de rendimento de 3,32%, com valor mínimo de R$ 40,27 com preço unitário de R$2.013,83.

Os títulos prefixados do Tesouro Direto, da mesma forma, também apresentavam alta nas taxas de rentabilidade em relação à última sexta-feira.

O Tesouro Prefixado 2023 apresentava a rentabilidade de 5,32% a.a., com um valor mínimo de R$ 34,52 e preço unitário de R$ 863,23.

Já o Tesouro Selic 2025 (LFT) do Tesouro Direto mantém a taxa de rendimento de 0,02 ponto percentual ao ano. Seu valor mínimo é de R$ 105,28 e seu preço unitário é de R$ 10.528,30

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.