Venda de imóveis recua 40,1% em São Paulo em abril, segundo Fipe

Venda de imóveis recua 40,1% em São Paulo em abril, segundo Fipe
Capitais brasileiras registram queda nas vendas de imóveis

A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) realizou uma pesquisa e informou nessa terça-feira (4) que o número de operações de compra e venda de imóveis na capital paulista em maio ficou em 7.053. O montante é 40,1% menor em relação a maio de 2019.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Os dados compilados pelo Registro de Imóveis do Brasil também indicou que o mercado imobiliário no Rio de Janeiro sofreu um forte impacto do coronavírus (covid-19). Na capital fluminense, a venda de imóveis em maio recuou 21,3% em comparação o mesmo período de 2019. Isso leva o numero de operações de venda e compra a 3.293, representando uma contração de 2,2% do que foi registrado em abril. No acumulado do ano, foram realizadas 15.659 transações, uma queda de 4,9% em comparação com o período de janeiro a maio do ano passado.

Alem disso, em São Paulo, a venda de imóveis em maio recuou 40,1% em comparação o mesmo período de 2019. Isso leva o numero de operações de venda e compra a 7.053, representando uma contração de 1,5% do que foi registrado em abril. No acumulado do ano, houve uma queda de 4,9%  nas transações, em comparação com o período de janeiro a maio do ano passado.

Suno One: o primeiro passo para alcançar a sua independência financeira. Acesse agora, é gratuito!

Ministério da Economia prevê que venda de 907 imóveis renda R$ 1,7 bi

Em julho, a Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União (SPU) do Ministério da Economia, indicou que prevê a arrecadação de R$ 1,7 bilhões com a venda de 907 imóveis em 2020.

Segundo o Ministério da Economia, o processo de venda será facilitado pela nova lei aprovada em junho. Dessa forma, haverá mudanças relacionadas ao sistema de concorrência eletrônica e desconto de 25% após um primeiro leilão fracassado.

Veja também: Caixa divulga novas taxas nas linhas com garantia de imóveis

Além disso, o ministério informou, durante sua apresentação, que o primeiro lote de imóveis para licitação virtual envolverá 109 imóveis em sete Estados e no Distrito Federal, e poderá arrecadar até R$ 100 milhões. Até o momento, 177 imóveis já foram vendidos a R$ 220 milhões.

Daniel Guimarães

Compartilhe sua opinião