Venda de veículos recua 74,6% em maio, diz Fenabrave

Venda de veículos recua 74,6% em maio, diz Fenabrave
Carros enfileirados em agência de automóveis. (foto: divulgação)

A venda de veículos no Brasil recuou 74,6% em maio, em relação ao mesmo período do ano passado. No entanto, segundo dados divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos (Fenabrave) nesta terça-feira (2), o número foi 11,6% superior em comparação a abril deste ano.

De acordo com a Fenabrave, em maio foram licenciados 62,1 mil veículos, comerciais leves, caminhões e ônibus. Esse nível, segundo a federação, é considerado baixo.

Em comunicado, o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, disse que a “pequena reação” foi decorrente da reabertura de algumas concessionárias ao redor do País, além da volta de alguns Detrans, que retomaram as atividades de emplacamento de veículos com horário marcado.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

O segmento de carros comerciais leves apresentou uma alta de 10,29% na relação com o mês imediatamente anterior, com 56,6 mil unidades licenciadas. A queda em comparação a maior de 2019, entretanto, foi de 75,8%.

De janeiro a maio deste ano, foram acumulados 675,9 mil mil emplacamentos, perfazendo uma baixa de 37,69% em comparação aos cinco primeiros meses do ano passado.

Produção de veículos caiu 99,3% em abril

A produção de veículos, por sua vez, caiu 99,3% em abril, em comparação com o mesmo período de 2019. É o pior resultado da série histórica, inciada em 1957. A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), ainda não divulgou os números de maio.

A produção total foi de 1.847 automóveis em abril deste ano ante 267.561 no mesmo período do ano passado. Em comparação com o mês de março de 2020, abril apresentou uma queda de 99%.

A exportação de veículos registrou queda de 79,3% em um ano, totalizando 7.212 unidades, frente a 34.905 em abril de 2019.

A crise no setor de produção de veículos, em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), também impactou o setor de locadoras. “Com a crise, cerca de 160 mil carros foram devolvidos pelos motoristas de aplicativos às locadoras por causa da queda no número de corridas”, disse o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião