Vale (VALE3): navio com minério no Maranhão será afundado, diz Marinha

Vale (VALE3): navio com minério no Maranhão será afundado, diz Marinha
Vale (VALE3): navio com minério no Maranhão será afundado, diz Marinha

O navio que carregava minério de ferro da Vale (VALE3) e foi encalhado no Maranhão há quase quatro meses será afundado. Em nota no último domingo (7), a Marinha informou que o afundamento acontecerá em águas profundas, a 150 quilômetros da costa maranhense.

O navio é da companhia sul-coreana Polaris Shipping, e era chamado de Stellar Banner. A decisão pelo afundamento ocorreu após o levantamento de relatórios estruturais realizadas por representantes da sociedade classificadora da embarcação que levava os produtos extraídos pela Vale.

“A Marinha do Brasil, por meio do Com4o DN e da Capitania dos Portos do Maranhão, continuará fiscalizando as atividades juntamente com as autoridades ambientais do estado do Maranhão e outras autoridades ambientais”, disse a Marinha.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

Segundo a força naval brasileira, o navio está sendo preparado para evitar danos ao meio ambiente após ser afundado. Estão sendo retirados resíduos oleoses, assim como objetos flutuantes ou de contaminantes.


A investigação no navio foi realizada devido à flutuação da embarcação na última semana. O procedimento, por sua vez, foi possível de feito após a retirada, em abril, de 145 mil toneladas de minério de ferro que estavam sendo transportadas pela companhia sul-coreana.

Há dois meses, também, já haviam sido retirados quase 4 mil metros cúbicos de óleo da embarcação. Esse era o ponto focal dos ambientalistas acerca dos possíveis danos ambientais caso o produto fosse despejado no mar.

O navio sofreu uma avaria na proa após deixar o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, em São Luís, capital do Maranhão. Cerca de 100 quilômetros da costa da capital maranhense, já fora do canal de acesso ao porto, o navio adernou, termo específico para descrever um princípio de naufrágio.

Com o objetivo de evitar o afundamento completo, o capitão do navio o encalhou em um banco de areia. Todos os 20 tripulantes foram evacuados.

No total, a embarcação transportava 295 mil toneladas de minério de ferro da Vale, e estava sendo conduzido ao porto de Qingdao, na China. Segundo informações divulgadas pelo jornal “O Estado de S.Paulo” à época do encalhamento, o prejuízo total poderia chegar a R$ 1 bilhão com o acidente.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião