Negócios

Vale (VALE3) apresenta queda de 18,2% na produção de minério do 1T20

0

A Vale (VALE3) comunicou nesta sexta-feira (17) que sua produção de minério de ferro totalizou R$ 59,6 milhões no primeiro trimestre de 2020. O resultado corresponde a uma queda de 18,2%, na comparação anual.

De acordo com dados divulgados, a produção de pelotas da companhia também anotou uma queda, de 43,1%, na comparação com o mesmo período de 2019. Dessa forma, entre janeiro e março deste ano, o segmento da Vale atingiu R$ 6,9 milhões de toneladas.

Veja também: Garanta acesso ao Suno One, a central de informações para quem quer aprender a investir. Acesse gratuitamente clicando aqui.

A companhia ressaltou no relatório de produção e vendas que o volume extraído de finos minério ficou abaixo do esperado, 63 milhões a 68 milhões de toneladas.

Segundo a Vale, o resultado foi principalmente consequência:

  • das perdas de 4,5 milhões de toneladas no Sistema Norte, devido à manutenção não programada no transportador;
  • das condições climáticas mais severas e mais concentradas no mês março
  • de restrições operacionais em Serra Norte, em função da postergação no start-up da nova frente de lavra de Morro 1.

Saiba mais: Vale: Justiça determina auxílio emergencial a moradores em Ouro Preto

Além disso, a Vale informou que obteve perdas de 1,8 milhões de toneladas, em razão de menores compras de terceiros, devido à menor disponibilidade provocada pelas condições climáticas. Do mesmo modo, houve perda de 2, 1 de toneladas, em função de questões operacionais do Sistema Sudeste.

Vendas da Vale anotam queda no 1T20

A vendas da companhia mineradora também registraram baixa no primeiro semestre deste ano. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, as vendas recuaram 6,8%, para 51,6 milhões de toneladas. No caso das pelotas, a queda nas vendas representou 40,6%, para 7,3 milhões de toneladas, na mesma comparação.

Além disso, a participação do produtos premium correspondeu a 87% no primeiro trimestre de 2020. Enquanto os prêmios de qualidade de finos de minério de ferro e pelotas alcançaram US$ 5,2 por tonelada no período. Desse modo, o resultado fica abaixo dos dados divulgados no quarto trimestre do ano anterior pela Vale, de US$ 1,2 por tonelada.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Arthur Oliveira
Arthur Oliveira escreve sobre política, economia e negócios para o portal de notícias da Suno Research. Atualmente, é estudante de jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero.