Negócios

Vale (VALE3) pagará R$ 8 milhões por mês para vítimas de Brumadinho

0

A Vale (VALE3) foi condenada a pagar R$ 8 milhões por mês para as assessorias técnicas das pessoas atingidas pelo rompimento da barragem barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho. A decisão foi divulgada nesta sexta-feira (6) pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG).

De acordo com a decisão do juiz do TJ-MG, Elton Pupo Nogueira, a primeira transferência realizada pela Vale deverá corresponder aos primeiros seis meses, portanto, somando R$ 48 milhões. Os pagamentos serão divididos entre as três assessorias técnicas que são responsáveis pelo atendimento das regiões afetadas.

Por meio dos recursos, as assessorias deverão “garantir às pessoas atingidas o direito à informação, inclusive técnica, em linguagem adequada às características socioculturais e locais”, segundo a Justiça.

Os trabalhos técnicos poderão ser iniciados pelas assessorias após a mineradora realizar a transferência dos valores. No entanto, os projetos ainda deverão ser aprovados pelo Ministério Público e pela Defensoria Pública. As atividades realizadas pelas assessorias terão a mesma duração dos trabalhos dos pesquisadores e dos peritos que foram indicados pelo juiz.

O rompimento da barragem de Brumadinho, localizada em Minas Gerais, ocorreu no dia 25 de janeiro de 2019. O caso deixou 259 mortos e 11 desaparecidos. O rompimento é considerado o maior desastre ambiental do Brasil.

Prejuízo da Vale em 2019

A Vale registrou um prejuízo de US$ 1,683 bilhão em 2019. Em 2018 esse resultado foi um lucro líquido de US$ 6,860 bilhões. O resultado negativo foi impulsionado pelos custos envolvendo o rompimento da barragem de Brumadinho.

Saiba mais: Vale (VALE3) registra prejuízo de US$ 1,683 bilhão em 2019

No quarto trimestre do ano passado, o EBITDA (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) pró-forma da Vale totalizou US$4,677 bilhões, ficando US$ 151 milhões abaixo do mesmo período do ano anterior. Além disso, O EBITDA ajustado foi de US$ 10,585 bilhões em 2019, contra US$ 16,593 bilhões em 2018. Uma queda de 36,2% na comparação ano a ano.

A receita operacional líquida da Vale foi de US$ 37,570 bilhões em 2019, um aumento de 2,7% em relação a quanto registrado em 2018, quando esse valor tinha sido de US$ 36,575 bilhões.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Oliveira
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.