Vale informa gastos de US$ 1,6 bilhão com Brumadinho

Vale informa gastos de US$ 1,6 bilhão com Brumadinho
A Vale (VALE3) notificou seus credores dizendo que realizará o pagamento de US$ 5 bilhões em linhas de crédito rotativo.

O diretor especial de reparação e desenvolvimento da Vale (VALE3), Marcelo Klein, afirmou, nesta segunda-feira (2), que a mineradora gastou US$ 1,6 bilhão (cerca de R$ 6,7 bilhões) com o rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais.

Durante o Vale Day, evento anual da empresa em Nova York, Klein afirmou os recursos foram direcionados para reparos e indenizações. O diretor salientou que a empresa está comprometida a fazer uma reparação total na cidade.

Segundo o diretor, a mineradora continua atuando nas compensações econômicas e não econômicas das consequências do desastre.

O presidente da mineradora, Eduardo Bartolomeu, também falou sobre o rompimento da barragem do Córrego do Feijão. Segundo Bartolomeu, este ano foi de muita tristeza para a companhia por conta do desastre.

Além disso, o presidente da empresa falou sobre o planejamento estratégico da mineradora após o rompimento da barragem.

O executivo mencionou a segurança e a excelência operacional, além de um novo pacto com a sociedade como novos pilares. “Devemos ir além e construir uma Vale melhor”, disse Bartolomeu.

Ademais, segundo o diretor-executivo de segurança e excelência operacional, Carlos Medeiros, a empresa está trabalhando para descaracterizar nove barragens a montante. O modelo destas barragens é semelhante ao que era utilizado em Brumadinho.

Previsão de produção de minério de ferro da Vale em 2020

Para 2020, a mineradora informou que prevê a produção de 340 milhões a 355 milhões de toneladas de minério de ferro em 2020. A capacidade de produção da empresa está em processo de recuperação após o desastre de Brumadinho.

Saiba mais: Vale prevê a produção de 340 mi a 355 mi t de minério de ferro em 2020

Segundo o diretor de ferrosos da mineradora, Marcelo Spinelli, a empresa planeja retomar 15 milhões de toneladas de capacidade na produção de minério de ferro em 2020. Além disso, o executivo ressaltou que uma capacidade adicional de 25 milhões de toneladas deverá voltar a operar em 2021.

Além disso, a empresa divulgou um fato relevante nesta segunda. No documento, a Vale afirma que prevê a produção entre 375 milhões e 395 milhões de toneladas de minério de ferro em 2021.

Giovanna Oliveira

Compartilhe sua opinião