Uber anuncia nova opção de pagamento através de voucher

Uber anuncia nova opção de pagamento através de voucher
Justiça da Itália coloca Uber em administração judicial por exploração

A Uber vai oferecer uma nova opção de pagamento, através de vouchers. A oferta tem como foco empresas que desejam pagar viagem para funcionários ou clientes. Com o sistema, as companhias poderão deixar a corrida acertada antecipadamente.

O método oferecido pela Uber vai aparecer para o usuário quando este indicar o local de destino. A opção de pagamento aparecerá na tela, informando que o custo da viagem já foi pago.

A intenção da Uber é atender a demanda de empresas e instituições. Até então, as organizações precisavam se preocupar com o deslocamento de funcionários, clientes e parceiros comerciais.

Saiba Mais: Uber: motoristas protestam em SP e planejam greve em estreia do IPO

Com o pagamento por voucher, o serviço de traslado para eventos, viagens e shows será facilitado.

A empresa informou que o sistema já estava em teste desde 2018. Cerca de 100 empresas participaram do período de avaliação da nova opção de pagamento com voucher.

No Brasil, apenas uma construtora testou o novo serviço oferecido pela Uber.

Protesto contra a Uber

Os motoristas vinculados à Uber realizaram protestos em diferentes pontos de São Paulo, como no Itaim Bibi, na zona Oeste da capital paulista. A manifestação ocorreu na quinta-feira (25).

O motivo dos protestos seria a alta da captação da Uber nos preços das viagens realizadas pelos motoristas.

Além disso, uma greve em escala indefinida, que pode reunir motoristas no Brasil, é organizada por norte-americanos, com previsão para ocorrência na data de estreia da oferta pública de ações (IPO) da Uber na Bolsa de Nova York (NYSE).

Possível greve de motoristas da Uber

O início das negociações da Uber está previsto para o dia 8 de maio. Na mesma data, motoristas insatisfeitos planejam uma greve em sete cidades dos Estados Unidos da América (EUA), até a publicação. As informações são do portal “GizModo”.

Os líderes da greve planejam uma manifestação na sede da Uber que dure por 12 horas, no dia 8 de maio. Os motivos para a greve são:

  • redução dos salários;
  • a ausência de benefícios;
  • a falta de transparência;
  • e a pouca voz dentro da empresa.

Saiba mais – Uber usa jurídico e tenta “limpar” empresa antes de estreia na Bolsa

Por meio de grupos online, a greve está sendo organizada com o apoio de associações da classe, como:

  • Gig Workers Rising, no norte da Califórnia;
  • Rideshare Drivers United, em Los Angeles;
  • e Chicago Rideshare Advocates.

Motoristas em San Francisco, San Diego, Los Angeles, Chicago, Minneapolis, Filadélfia e Washington, D.C., também deverão participar da paralisação de 12 horas no próximo mês.

“Queremos um salário digno”, disse Mostafa Maklad, motorista da Uber e um dos organizadores do movimento, ao portal.

“A maioria dos motoristas de San Francisco é obrigada a trabalhar pelo menos 70 a 80 horas por semana para sobreviver na cidade. As despesas de moradia aumentam, os preços do combustível aumentam, as despesas com alimentação aumentam, tudo está ficando mais caro. Temos que dirigir mais e mais, lidar com problemas de saúde e estresse, mas a Uber não liga. O que ela está fazendo é diminuir o pagamento para os motoristas”, completou Maklad.

IPO da Uber

A Uber Technologies Inc. realizou o pedido de IPO na Securities and Exchange Commission (SEC) em 11 de abril. A SEC é o equivalente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) do Brasil.

O ticker da companhia que controla o aplicativo será UBER, na Bolsa de Nova York. E a Uber almeja captar US$ 10 bilhões com a oferta. E espera obter avaliação de valor de mercado entre US$ 90 bilhões e US$ 100 bilhões. As ações devem ter início de negociação em maio.

Um resultado inferior aos US$ 120 bilhões avaliados pelos coordenadores da oferta:

  • Morgan Stanley;
  • BofA Merrill Lynch;
  • e Goldman Sachs.

A oferta da multinacional poderá ser o maior IPO dos EUA em 2019. Além disso, deve entrar para a lista dos 10 maiores IPOs de toda a história.

Preço das ações

A Uber fixou entre US$ 48,00 e US$ 55,00 o preço das ações emitidas em sua oferta pública inicial de ações. As informações foram divulgadas nos documentos para detentores de títulos de dívida conversíveis.

Saiba mais – Vale a pena entrar no IPO da Vamos? Clique aqui e confira o relatório gratuito

 

Beatriz Oliveira

Compartilhe sua opinião