Internacional

Trump chama Jeff Bezos de ‘Bozo’ em meio a divórcio do empresário

0

O presidente americano Donald Trump usou sua conta no Twitter neste domingo (13) para atacar um desafeto. Desta vez, o alvo foi o bilionário Jeff Bezos, fundador da Amazon e que anunciou seu divórcio na semana passada.

Donald Trump chamou Bezos de “Bozo”, em referência ao personagem da TV americana, e aproveitou para cutucar o Washington Post. O jornal foi comprado por Jeff Bezos anos atrás.

“Sinto muito ouvir as notícias sobre Jeff Bozo sendo derrubado por um concorrente cuja reportagem, eu entendo, é muito mais acurada do que as reportagens de seu jornal lobista, o Amazon Washington Post”, tuitou Trump. “Esperançoso de que o jornal vá parar em breve em melhores e mais responsáveis mãos!”

Saiba mais: Jeff Bezos, fundador da Amazon, anuncia seu divórcio

O concorrente citado por Trump é o National Enquirer, tabloide que tem acompanhado o processo de divórcio do fundador da Amazon. No meio da repercussão do caso, a publicação divulgou uma reportagem com supostas mensagens enviadas por Jeff Bezos a uma suposta amante.

O divórcio de Jeff Bezos e MacKenzie Bezos

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, anunciou seu divórcio na última quarta-feira (9).

Jeff Bezos, que é o homem mais rico do mundo, deixará sua esposa MacKenzie após 25 anos de casamento. O divórcio foi anunciado pelo casal em tweet conjunto. Bezos tem 54 anos e Mackenzie, 48 anos. Ela foi uma das primeiras funcionárias da Amazon e quem negociou os primeiros contratos de logística para entregas.

Bezos e MacKenzie decidiram divorciar depois de um longo período de “exploração amorosa”. Como eles explicaram no Twitter, esperam continuar como parceiros em joint-ventures e projetos.

O casal tem quatro filhos. Ele se conheceram quando ambos trabalhavam na empresa de investimentos D.E Shaw, em Nova York. Os dois se casaram em 1993, Um ano antes que Bezos fundasse a Amazon. Parte do plano estratégico da Amazon teria sido concebido em uma viagem que os dois fizeram até Seattle, atual sede da empresa.

“Queremos informar às pessoas sobre um acontecimento em nossas vidas”, escreveram Bezos e MacKenzie no Twitter, “Decidimos divorciar e seguir com nossas vidas como amigos. Continuamos sendo uma família, continuamos sendo bons amigos.

Bezos e MacKenzie salientaram que durante os 25 anos em que foram casados estiveram “associados em empresas e projetos”.

MacKenzie Bezos foi uma das primeiras funcionárias da Amazon, mas hoje é uma romancista. Seu livro mais famoso é “The Testing of Luther Albright” (sem edição no Brasil). MacKenzie fundou a plataforma digital contra assédios ByStander Revolution.

Compartilhe a sua opinião

Guilherme Caetano
Formado em jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da USP, Guilherme Caetano escreve para o portal de notícias da Suno Research. Passou pelas redações da Folha de S.Paulo e da revista Época.