Negócios

Totvs lançará plataforma integrada com a Supplier em 2020, diz CEO

0

O presidente da Totvs (TOTS3), Dennis Herszkowicz, afirmou que a plataforma integrada com a Supplier chegará ao mercado ao longo de 2020. A declaração ocorreu, nesta quinta-feira (7), durante uma teleconferência com analistas.

Segundo Herszkowicz, a medida não trará impactos ao investimento em pesquisa e desenvolvimento da Totvs. Ademais, o presidente ressaltou que não haverá nenhum tipo de conflito de interesse ao unir as ofertas das duas empresas.

“A Supplier trabalha com qualquer tipo de software e esse espírito será mantido”, afirmou Herszkowicz.

O executivo disse que a empresa de software estuda aumentar os gastos com marketing por meio de uma campanha que entrará no ar até o final deste ano. Além disso, Herszkowicz salientou que o patrocínio ao Corinthians não refletirá de forma negativa nos gastos de marketing da companhia.

“O Brasil entrando em novo ciclo de investimento, assim como a própria Totvs. Queremos nos aproveitar desses dois movimentos de uma forma positiva e ajudar a área comercial, posicionar novamente a Totvs como líder que representa esse Brasil que faz. Esse é o mote. Vamos investir nisso e acho que vai trazer um retorno positivo”, disse o executivo.

Compra da Supplier pela Totvs

No final de outubro, a Totvs anunciou a compra de 88,8% do capital da Supplier por R$ 455,2 milhões.

O objetivo da negociação é abrir novos mercados para a empresa de tecnologia, como o de softwares de apoio a fintechs.

Saiba mais: Totvs anuncia compra Supplier por R$ 455,2 milhões

“Desde o início do ano, construímos uma estrutura de techfin, que começou a operar em pagamentos através da parceria com a Rede. A partir dessa aquisição, passaremos também a oferecer crédito B2B (para empresas), com foco nas pequenas e medias, em especial nas relações entre clientes e fornecedores”, afirmou o presidente da empresa, Dennis Herszkowicz, através de uma nota, na ocasião.

Última cotação

As ações da Totvs, sob o ticket TOTS3, estão operando em queda de 0,50%, por volta das 17h10. Os papéis são vendidos a R$ 61,21.

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Almeida
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.