Negócios

Stone divulga lucro de R$ 90 milhões no 3º trimestre

0

A credenciadora de cartões de cartões Stone apresentou lucro líquido de R$ 90,4 milhões no 3º trimestre de 2018. No mesmo período de 2017, houve prejuízo de R$ 14,8 milhões.

Assim, devido ao crescimento na base de clientes e no processamento de transações, a Stone conquistou lucro líquido ajustado de R$ 89,3 milhões entre julho e setembro deste ano.

Já no mesmo período de 2017, o total foi de R$ 5,7 milhões.

Do mesmo modo, as receitas totais no terceiro trimestre deste ano foram de R$ 414,1 milhões.

Mais que o dobro do valor apresentado em 2017, quando as receitas foram de R$ 187,1 milhões.

Este foi o primeiro resultado divulgado pela Stone desde a abertura de capital.

No dia 25 de outubro de 2018, a empresa registrou IPO na bolsa norte-americana Nasdaq.

Saiba mais – Lucro das empresas cresce 16% no 3º trimestre de 2018 

Guerra das maquininhas

Com a disputa de preços no setor, denominada “Guerra das maquininhas” pela imprensa, a Stone decidiu investir em novos serviços para manter seus clientes. 

“Percebemos que prover cada vez mais soluções é a melhor forma de manter o cliente, e que isso nos traz um melhor yield“, disse Thiago Piau, CEO da empresa. “Estamos vendo o nosso portfólio de soluções, e buscando novas verticais [produtos] para investir.”

Receitas por serviços

  • Transações e outros serviços: R$ 136,1 milhões, alta de 187,1% ante o mesmo período de 2017.
  • Assinaturas e serviços de aluguel: R$ 59,2 milhões, alta de 123,7% na comparação com 2017
  • Serviços financeiros: R$ 212,4 milhões, alta de 107,7% ante o mesmo período do ano anterior.
  • TPV (valor total de pagamentos): R$ 21,8 bilhões, ante R$ 11,9 bilhões em 2017.

Em relação ao número de clientes, a Stone expôs crescimento de 127% em 1 ano, totalizando 234,4 mil. Foram considerados apenas os clientes que utilizaram os serviços da empresa nos últimos 90 dias.

Compartilhe a sua opinião

Amanda Gushiken
Amanda Sayuri Gushiken escreve sobre finanças e negócios para o portal Suno Notícias. Antes, trabalhou selecionando notícias da imprensa para clientes do mercado financeiro. Também desenvolveu pesquisa acadêmica pela Universidade Anhembi Morumbi na área de Teorias da Comunicação e é fotógrafa nas horas vagas.