SoftBank prepara venda da Arm Holdings para Nvidia por US$ 40 bilhões

SoftBank prepara venda da Arm Holdings para Nvidia por US$ 40 bilhões
O conglomerado japonês SoftBank está próximo de concluir a venda da fabricante britânica de chips Arm Holdings para a Nvidia.

O conglomerado japonês SoftBank está próximo de concluir a venda da fabricante britânica de chips Arm Holdings para a Nvidia Corp. (NASDAQ: NVDA) por mais de US$ 40 bilhões (cerca de R$ 212,7 bilhões). A empresa foi comprada pelo Softbank há quatro anos por US$ 32 bilhões, e deve ser a mais recente da série de vendas do conglomerado. As informações são do jornal norte-americano “The Wall Street Journal”.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Os rumores do negócio começaram a vir à tona em julho, com a Nvidia sendo a única pretendente do SoftBank para o negócio — de acordo com o jornal, as conversas foram intensificadas nas últimas semanas. Caso o negócio se concretize, deve passar por uma forte avaliação regulatória, uma vez que levantaria uma potência sem precedentes na indústria de chips.

A empresa britânica alimenta processadores de dispositivos móveis como Apple, Samsung e Qualcomm. Desde que o fundo japonês adquiriu suas operações, passou a colaborar com a Microsoft em um novo novo surface e uma versão do Windows baseado em ARM. Recentemente, a Apple disse planejar trocar seus futuros Macs por chips baseados em ARM.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A Nvidia, por sua vez, é a principal fabricante de GPUs. Seus chips são usados, majoritariamente, para executar cálculos intensos para gráficos, possuindo uma forte presença na indústria de games — setor que viu sua demanda crescer de forma acentuada durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Por se tratar de uma companhia de alto crescimento, em um mercado promissor, as ações da empresa subiram 102% neste ano, representando o melhor desempenho dentre as empresas do S&P 500. Após o fechamento do pregão da última sexta-feira (11), os papéis da empresa eram cotados a US$ 486,58. A companhia, que tem menos de 30 anos de existência, possui um valor de mercado de US$ 300,22 bilhões.

De acordo com o “The Wall Street Journal”, caso o acordo seja finalizado, será uma das maiores transações até agora neste ano, e potencialmente, será o maior negócio da história do segmento de semicondutores.

Softbank estuda oferta por ativos do TikTok na Índia

O Softbank estuda fazer uma oferta pelos ativos do TikTok na Índia. O governo indiano baniu, em julho deste ano, 59 dos maiores serviços de internet da China, incluindo aplicativo de vídeos curtos.

O Softbank, que possui participação na ByteDance, controladora do TikTok, tem conversado com as operadoras de telecomunicações indianas, Reliance Jion Infocomm e Bharti Airtel, disseram fontes à agência de notícias “Bloomberg”.

Com mais de 200 milhões de usuários, a Índia era um dos principais mercados do TikTok. Mas, segundo o governo indiano, os aplicativos que foram banidos estavam envolvidos em atividades consideradas prejudiciais à soberania, integridade e defesa nacional. A medida das autoridades indianas aconteceu após o aumento das tensões contra a China na área fronteiriça do Ladakh. Desde então, o Softbank acompanha o desdobramento da situação, e avalia uma oferta para adquirir os ativos.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião