Negócios

Softbank planeja medida inédita no mercado de capitais

0

A Softbank planeja permitir que indivíduos no Japão possam participar de ofertas públicas iniciais (IPOs) com apenas mil ienes (cerca de R$ 39 ou US$ 10). A medida será inédita no mercado de capitais e foi divulgada pela agência Bloomberg neste sábado (24).

O projeto será realizado pela One Tap BUY, que é controlada pela SoftBank Group Corp., planeja começar a oferecer aos clientes a partir de março de 2020. Isso pode ser um marco no mercado financeiro, já que será a primeira vez que os investidores poderão subscrever um IPO por um montante de investimento, ao invés de um número específico de ações, declarou o CEO da One Tap, Masaaki Uchiyama.

“Quando você compra comida ou abastece seu carro, é mais fácil especificar a quantidade de dinheiro que você quer gastar do que o volume. A única coisa que os investidores querem saber é quanto podem ganhar com US$ 10.”, salientou Uchiyama.

SoftBank emprestará US$ 20 bi aos seus funcionários para investimentos

O banco japonês Softbank anunciou no último sábado (17) que emprestará até US$ 20 bilhões aos seus funcionários para investimentos em seu segundo fundo de de risco.

Segundo o jornal norte-americano “Wall Street Journal”, metade do montante será direcionado ao presidente do Softbank, Masayoshi Son. A decisão veio em meio a um momento de incertezas para a economia global.

O segundo Vision Fund lançado pela instituição financeira, tem como meta alcançar US$ 108 bilhões. Dessa forma, o valor de US$ 20 bilhões que será aplicado pelos próprios funcionários da empresa corresponde a quase um quinto do valor total.

Saiba mais: SoftBank emprestará US$ 20 bi aos seus funcionários para investimentos

Além disso, a própria empresa já aplicou US$ 38 bilhões no fundo. Essas contribuições fazem com que a empresa seja responsável por mais da metade do montante arrecadado no fundo.

O primeiro fundo da empresa também recebeu cerca de US$ 8 bilhões de seus funcionários.

Além de seus funcionários, o SoftBank anunciou que possui US$ 108 bilhões de outros investidores. Essa aplicação inclui empresas como a Apple, Microsoft, outros bancos e até mesmo o governo do Cazaquistão.

Além disso, o banco está negociando com seguradoras em Taiwan para investimentos que podem ultrapassar US$ 30 bilhões.

Compartilhe a sua opinião

Rafael Lara
Rafael Lara cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Escreve sobre política, economia e negócios para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na TV Gazeta na produção do programa Edição Extra.