Negócios

Smiles opera em forte queda após divulgação de guidance

0

A Smiles (SMLS3) apresenta uma forte desvalorização na Bolsa de Valores de São Paulo nesta terça-feira (3). Os papéis da empresa de milhagens registravam queda de 10,38%, por volta das 11h10, cotados a R$ 30,39.

A baixa nas ações aconteceu depois que a Smiles divulgou seu guidance
com estimativas que não serviram de motivação para os investidores. As informações foram divulgadas por meio de um fato relevante nesta manhã.

De acordo com uma análise do Bradesco BBI, publicada pela “Reuters”, os dados do guidance foram decepcionantes para o mercado. Os especialistas informaram que o que está impulsionando a rápida decadência na lucratividade do setor de atuação da Smiles é um conjunto de certos fatores, como por exemplo:

  • o aumento do preço das passagens aéreas no mercado doméstico;
  • o impacto potencial da revisão dos preços das passagens aéreas Gol e Smiles;
  • o acesso reduzido a passagens aéreas internacionais com parceiros internacionais;
  • a maior concorrência com outros programas de fidelidade.

Projeções da Smiles

A Smiles informou que espera um crescimento anual do seu faturamento este ano da ordem de 11% a 12,5% em relação ao ano passado. Para o ano de 2020, a estimativa de crescimento para o faturamento bruto da empresa está entre 5% e 10% em relação ao faturamento bruto esperado para este ano.

Segundo a Smiles, as estimativas consideram alguns fatores como:

  • ambiente competitivo frente aos programas de fidelidade de companhias aéreas;
  • ambiente competitivo frente aos programas de fidelidade dos bancos de varejo no Brasil;
  • estimativas de crescimento de capacidade instalada no Brasil de nossos principais fornecedores de passagens aéreas.

Veja também: Smiles registra queda de 29,5% no lucro líquido de 3T19 em comparação ao 3T18

De acordo com a empresa, a margem direta de resgate para 2019 estará entre o intervalo de 37% a 38,2% e, para o exercício de 2020, será da ordem de 25% a 30%.

“As projeções e guidance ora divulgados são apenas estimativas e indicativas, não sendo garantia de quaisquer resultados futuros. Investidores são advertidos que quaisquer projeções estão sujeitas a diversos riscos, incertezas e fatores relacionados ao mercado e ao contexto operacional da Smiles“, informa a empresa.

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.