Finanças pessoais

O que significa a redução de spread entre Tesouro Selic e poupança

0

Na última quinta-feira (4) o Tesouro Nacional anunciou uma mudança nas regras do Tesouro Selic (LFT). A diferença entre a taxa de investimento e a taxa de resgate (o chamado “spread”) caiu de 0,04% para 0,01%. O que deixa esse título mais competitivo com a poupança.

Essa mudança permitiu que o Tesouro Selic renda sempre mais do que a poupança. Na base das regras antigas, os investidores que resgatassem o título em até seis meses depois da compra e antes do vencimento podiam acabar ganhando menos do que se tivessem aplicado a mesma quantia de recursos na caderneta.

Saiba mais: Título do Tesouro Direto tem remuneração alterada para bater poupança 

Uma situação que só ocorria nos dias próximos ao aniversário da poupança. Isso porque a caderneta rende 70% da taxa de juros básicos da economia (Selic) e paga seus rendimentos apenas uma vez a cada 30 dias. Um cálculo realizado a partir da data em que o correntista transferiu dinheiro para a caderneta. Por sua vez, o Tesouro Selic paga rendimentos diários, até a correção atingir a taxa Selic, ou seja 6,5% ao ano.

Por isso, o aplicador poderia perder em algumas ocasiões se resgatasse os títulos públicos no curto prazo. Com a mudança anunciada pelo Tesouro Nacional, no curto prazo o rendimento da poupança iguala aquele do Tesouro Selic próximo aos dias de pagamento da caderneta. Por outro lado, no médio e no longo prazo, amplia a vantagem dos títulos públicos.

Poupança continuará firme e forte

Entretanto, mesmo com essa mudança, os analistas não esperam uma migração em massa da poupança para os títulos públicos. A caderneta continua sendo é uma aplicação simples, com pouca burocracia, isenta de Imposto de Renda e com retirada imediata. Por isso muitos aplicadores continuarão a preferir deixar seus recursos na poupança.

O Tesouro Selic, mesmo tendo rendimento diário, só pode ser resgatado no dia útil seguinte, se a operação tiver sido feita antes das 18h. Ou dois dias úteis depois, se a ordem tiver sido dada depois das 18h.

Saiba mais: Tesouro Direto: o que você precisa saber sobre esse investimento 

Outro ponto que deixa a poupança ainda mais atraente do que o Tesouro Direto é o pagamento de uma taxa à entidade responsável pela custódia dos títulos. Isso mesmo se muitas corretoras e bancos já zeraram as taxas cobradas para esse tipo de serviço.

Compartilhe a sua opinião

Carlo Cauti
Editor-chefe da SUNO Notícias. Formado em Ciências Políticas pela universidade LUISS G. Carli de Roma e mestre cum laude em Relações Internacionais, Jornalismo Internacional e de Guerra e em Economia Internacional. No Brasil, teve passagem por veículos de comunicação como O Estado de S.Paulo, G1, Veja e EXAME. Também trabalhou nas agências de notícias italianas ANSA e NOVA.