Semana do Brasil: queda de 8,3% no varejo sobre 2019, diz pesquisa

Semana do Brasil: queda de 8,3% no varejo sobre 2019, diz pesquisa
Semana do Brasil teve queda de 8,3% no faturamento sobre 2019, diz pesquisa

O presidente da Gouvêa Experience, Marcos Gouvêa, divulgou nesta terça-feira (15) os dados de um levantamento feito pela empresa Cielo (CIEL3) para o Global Retail Show que registram uma queda de 8,3% no setor de varejo  durante a chamada “Semana Brasil” ante o faturamento do ano passado.

A “Black Friday” brasileira, conhecida por Semana Brasil, tem como principal objetivo estimular a economia em um período que é afetado pelo baixo desempenho do comércio e da indústria. O evento ocorre na semana em que se comemora a independência do Brasil, no dia 7 de setembro.

Em 2019, o setor de varejo registrou uma alta de 11% em comparação a 2018 no período da Semana Brasil.

“Há 30 ou 40 dias as entidades nos procuraram para mobilizar as ofertas para a Semana do Brasil. A pandemia deixou o varejo muito desorganizado. Mas antes desta semana, em agosto, os números de perdas no varejo eram de 18,4%”, declarou Gouvêa.

Entretanto, considerando os valores do e-commerce, houve alta de 10% no faturamento. Ao passo que desconsiderando os fatores mais prejudicados pela pandemia do coronavírus (Covid-19), como por exemplo o turismo, os dados registram uma alta de 90% no faturamento em relação a 2019.

  • o turismo e o transporte tiveram queda de 10% (antes da semana promocional, a queda era de mais de 80% em relação ao ano passado)
  •  bares e restaurantes sofreram uma queda de 36% (antes era de 40% a 50%)
  •  o setor de móveis e eletrodomésticos registrou alta de 7%.

Semana do Brasil com descontos de até 80% para impulsionar economia em 2019

A campanha Semana do Brasil em 2019 teve duração do dia 6 ao dia 15 de setembro.

O evento é uma iniciativa do Governo Federal que conta com mais de 3 mil lojas cadastradas que oferecem descontos e promoções aos consumidores. O ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência, Luiz Eduardo Ramos, disse que “para as próximas edições, a ideia é estimular ainda mais o comércio por meio do compromisso da iniciativa privada com o desenvolvimento do País”.

Ao todo participaram no ano passado 4.680 empresas e entidades cadastradas, os descontos foram variados, chegando até 80% como o caso das Casas Bahia.

Para conferir quais lojas aderiram a campanha da Semana do Brasil e as promoções é só clicar aqui.

Com informações do Estadão Conteúdo.

 

 

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião