Rio tem melhor agosto em 4 anos para negociação de imóveis residenciais

Rio tem melhor agosto em 4 anos para negociação de imóveis residenciais
Segundo dados da Secovi Rio, o mercado imobiliário carioca teve o melhor agosto dos últimos quatro anos em 2020 para a compra de imóveis. 

O Secovi Rio informou nessa segunda-feira (21) que, em agosto, foram fechados 3.500 negócios residenciais no Rio de Janeiro, representando o melhor volume desde 2017. Nesse sentido, o mercado imobiliário carioca teve o melhor agosto dos últimos quatro anos em 2020 para a compra de imóveis.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Segundo a entidade, fatores como juros baixos, flexibilização das medidas de distanciamento social e a maior oferta de crédito imobiliário impulsionaram o movimento do mercado de imóveis.

Além disso, a Secovi apontou que foram efetuadas mais de 18.237 transações residenciais no acumulado do ano até agosto na cidade carioca. Desse total, destaca-se que quase 20% foram efetuadas só no mês de agosto.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

De acordo com os dados, Leblon, Ipanema e Barra da Tijuca foram as localidades que concentraram os valores médios mais altos de imóveis no acumulado do ano até o mês passado.

A imobiliária Apsa, por sua vez, afirma que entre junho e agosto desse ano, houve um crescimento de 77% na busca por imóveis residenciais para compra, na comparação com os três meses pré-pandemia. A Apsa é líder em gestão de propriedades urbanas.

Nesse cenário, o aumento da procura ocorreu sobretudo nos bairros de Copacabana e Tijuca. Segundo a imobiliária, as duas localidades concentraram 63% da procura no oitavo mês do ano.

O vice-presidente do Secovi Rio, Leonardo Schneider, disse em nota que “estes números positivos do mês de agosto mostram que, apesar do período crítico de isolamento social vivido no primeiro semestre por conta da pandemia, muitas famílias não deixaram de lado seus planos para o futuro. A fase de retomada da economia deu mais segurança para as pessoas enxergarem boas oportunidades, gerando negociações relevantes para o mercado imobiliário carioca como um todo”.

Vendas de imóveis crescem em julho no Rio de Janeiro e em São Paulo

Os dados do Registro de Imóveis do Brasil e da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) indicam que o mercado de imóveis nos Estados do Rio de Janeiro e de São Paulo voltaram a avançar em julho desse ano.

Enquanto no Rio de Janeiro as operações de compra e venda de imóveis foram de 3.632 transações em julho, representando crescimento de 20,5% em comparação com junho, em São Paulo o número de transações foi para 10.474, aumentando 6,8%. Em relação ao ano anterior, os valores de julho no Rio de Janeiro apresentaram queda de 15,9%, ao contrário de São Paulo, que teve crescimento de 4,4%.

Com informações do Estadão Conteúdo.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião