Saraiva planeja vender suas lojas ao conselho de credores

Saraiva planeja vender suas lojas ao conselho de credores
Saraiva planeja vender suas lojas ao conselho de credores

A Saraiva (SLED3) apresentou ao juiz da 2ª Vara de Falências de São Paulo nesta segunda-feira (6) um aditivo ao seu plano de recuperação judicial. A empresa propõe pedir à assembleia de credores da companhia a autorização para vender suas lojas, como forma de gerar caixa para manter as atividades.

De acordo com o documento publicado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o aditivo visa realizar medidas que possibilitarão a reestruturação das dívidas, a geração de fluxo de caixa necessário ao pagamento da dívida e a geração de recursos necessários para a continuidade das atividades das empresas. A medida deverá ser devidamente dimensionada para a nova realidade do Grupo Saraiva após o impacto da pandemia do coronavírus (Covid-19).

A empresa formou blocos de lojas em unidades produtivas isoladas (UPIs), sendo elas:

  • UPI Sudeste 1;
  • UPI Sudeste 2;
  • UPI Sul;
  • UPI Norte;
  • UPI Nordeste;
  • UPI Centro Oeste;

Suno One: o primeiro passo para alcançar a sua independência financeira. Acesse agora, é gratuito!

A proposta que apresentar o maior preço de aquisição da UPI será considerada como a proposta vencedora, passível de homologação pelo Juízo da Recuperação Judicial, desde que seja igual ou maior que o respectivo preço alvo individual.

Fundos de investimento reduziram participação acionária na Saraiva

A Saraiva (SLED3), em recuperação judicial, comunicou ao mercado na última sexta-feira (19) que os fundos de investimento Concordia TI Multimercado e Concordia Pukara reduziram sua participação acionária na livraria.

De acordo com o comunicado, os fundos reduziram para 2,95% sua participação acionária na Saraiva. Esse valor é equivalente a 600.400 ações preferenciais.

Saiba mais: Saraiva (SLED3): fundos de investimento reduzem participação acionária

Trata-se de um investimento minoritário que não altera a composição de controle ou a estrutura administrativa da empresa.

Quatro dos cincos membros do conselho da Saraiva renunciam

A Saraiva comunicou ao mercado no início deste mês que quatro dos cinco membros de seu conselho de administração apresentaram pedido de substituição e renúncia aos seus mandatos.

“Tendo em vista que quatro de cinco membros, ou seja, mais da metade dos membros do conselho de administração da Saraiva formalizaram pedido de substituição, impõe-se a convocação  da Assembleia Geral Ordinária (AGO)” que acontecerá no dia 6 de julho.

Na assembleia será definido o número de membros do conselho e a eleição de novos.

Pediram renúncia e substituição os seguintes nomes:

  • Augusto Marques da Cruz Filho (Vice-Presidente);
  • Jorge Saraiva Neto (Presidente);
  • Maria Cecília Saraiva Mendes Gonçalves (membro);
  • Antônio Sergio Salvador dos Santos (membro).

Saiba mais: Saraiva (SLED3): quatro dos cincos membros do conselho renunciam

De acordo com o fato relevante, o presidente, vice-presidente e Santos vão permanecer em seus cargos até a realização da AGO. Por sua vez, Gonçalves apresentou seu pedido de renúncia, com efeito imediato a partir de sua apresentação.

Daniel Guimarães

Compartilhe sua opinião