Sem Categoria

Safra de soja 2018/19 deve ser a menor dos últimos 3 anos, diz AgRural

0

A safra de soja 2018/19 do Brasil, em colheita avançada, deverá somar 112,5 milhões de toneladas, de acordo com a AgRural nesta segunda-feira (11).

No entanto, a estimativa feita pela AgRural representa um corte de 4% da safra de soja em relação ao último mês.

De acordo com a consultoria, a redução acontece por conta das condições climáticas desfavoráveis que prejudicaram a plantação na fase de desenvolvimento.

Dessa forma, se a previsão se concretizar, o volume da safra será o menor do últimos três anos, ficando 5,7% menor que o recorde do plantio 2017/18 que totalizou 119,3 milhões.

Conforme a AgRural, em dezembro, por conta da falta de calor e das chuvas, as plantações do Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram prejudicadas.

Além disso, a consultoria ainda afirmou que por conta do tempo ruim mais estados podem sofrer cortes nas safras.

“Embora o Rio Grande do Sul tenha boas lavouras até o momento, as condições climáticas de fevereiro são decisivas para a produtividade gaúcha. As chuvas e as temperaturas de fevereiro também são importantes para a produtividade do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), região que já registra perdas devido às condições desfavoráveis de janeiro”, disse a AgRural.

Saiba mais: Consultoria diminui previsão de safra de soja por causa da seca

Saiba mais: Soja: Associação volta a reduzir projeção para safra nos principais estados

Colheita de soja

De acordo com a AgRural, 26% da área com soja plantada no Brasil foi colhida até a última quinta-feira (7). Dessa forma, houve um avanço de 7% de colheita na semana. Além disso, os trabalhos da safra 2018/19 estão acelerados quando comparados aos 10% do ano anterior e dos 12% da médica de cinco anos.

A colheita avançada é puxada pelas lavouras dos seguintes estados:

  • Mato Grosso (57% da lavoura colhida);
  • Paraná (30% da lavoura colhida);
  • Goiás (30% da lavoura colhida).

De acordo com a consultoria, o avanço é “resultado de um plantio antecipado e rápido e do encurtamento do ciclo das lavouras em algumas áreas devido ao tempo quente e seco”.

Os dados divulgados pela AgRural, acontecem um dia antes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) lançar novas estimativas referentes a safra de soja.

Compartilhe a sua opinião

Renan Bandeira
Renan Bandeira escreve sobre política e economia para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou em uma rede de televisão, onde fazia reportagens sobre os mesmos temas. Estuda na Universidade Metodista de São Paulo.