Política

Maia e Bolsonaro debatem divisão de recurso do leilão do pré-sal

0

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tratou, na manhã deste domingo (6), da divisão de recurso do leilão do pré-sal com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), no Palácio da Alvorada. Vale ressaltar que o encontro não estava na agenda.

De acordo com informações do jornal “O Estado de S. Paulo”, o encontro entre Rodrigo Maia e Bolsonaro durou cerca de 50 minutos. O governo quer dividir os R$ 106,5 bilhões do bônus da assinatura do leilão, que está marcado para o próximo mês.

A divisão seria feita assim: após o pagamento de R$ 33,6 bilhões para a Petrobras, parlamentares, estados e municípios teriam direito a 10%, o que representa R$ 7,3 bilhões. A União ficaria com a maior parte, de R$ 48,9 bilhões.

Maia, entretanto, disse ao presidente que a proposta da equipe econômica não será aceita no Congresso e defendeu uma manutenção dos 15% para cada.

“O grande problema é que os Estados do Sul, Centro-Oeste e Sudeste também querem participar dos 15%. Nós vamos construir um texto em conjunto que vai ser votado muito rápido e vai garantir ainda este ano, os 15% do FPM para os municípios e a regra dos Estados, que o presidente Davi (Alcolumbre) e os líderes do Senado e da Câmara entenderem relevante dos 15%, vamos respaldar também”, disse Maia.

Veja também: JBS quita dívidas de aproximadamente R$ 5 bilhões com bancos públicos

O deputado negou algum atrito com o governo na questão do valor. “Não houve ruído. É todo mundo tentando ajudar; Paulo Guedes (ministro da Economia), Bolsonaro tentando ajudar. Houve um ruído com o senador Cid Gomes, que foi deselegante e não foi correto. A forma que ele ataca é a mesma forma que os radicais de direita atacam na rede social”, destacou Maia.

Rodrigo Maia deve fazer uma reunião em breve o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e todos governadores. O intuito é decidir a divisão do dinheiro.

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.