Renova Energia (RNEW4) aceita financiamento de até R$ 350 mi da Quadra Gestão

Renova Energia (RNEW4) aceita financiamento de até R$ 350 mi da Quadra Gestão
Renova Energia (foto: divulgação)

A Renova Energia (RNEW3; RNEW4 e RNEW11), companhia que se encontra em Recuperação Judicial, informou aos seus acionistas e ao público em geral, nesta terça-feira (8), que o seu Conselho de Administração aprovou, na última sexta-feira (4), a oferta de financiamento na modalidade Debtor in Possession (DIP) de até R$ 350 milhões, realizada pela Quadra Gestão de Recursos Ltda., cujas condições precedentes incluem a aprovação na Assembleia Geral de Credores dentro do Processo de Recuperação Judicial, que se encontra em trâmite na 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da Comarca de São Paulo/SP.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

A Renova Energia informou que “se comprometeu com um período de exclusividade para a negociação satisfatória dos documentos da Transação entre as partes”.

A companhia também comunicou que a operação está em linha com a sua estratégia de “soerguimento saudável” e cumprimento do seu plano de reestruturação.  Os recursos obtidos com a transação serão destinados especialmente ao reinício das obras do Complexo Eólico Alto Sertão III Fase A. A Renova Energia destacou que manterá os seus acionistas e o mercado em geral informados nos termos da legislação aplicável.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

Prejuízo da Renova Energia no segundo trimestre de 2020

A Renova Energia registrou prejuízo líquido de R$ 51,4 milhões no segundo trimestre deste ano. O valor é 88% menor do que o prejuízo do mesmo intervalo do ano passado, de R$ 426,5 milhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebtida) ficou em R$ 37,2 milhões, frente a um Ebitda negativo de R$ 334,25 milhões no mesmo intervalo de 2019. A receita operacional líquida somou R$ 11,2 milhões, queda de 28% na comparação ano a ano.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião