Renova contrata empréstimo de R$ 20 milhões junto à Cemig

Renova contrata empréstimo de R$ 20 milhões junto à Cemig
Renova Energia (foto: divulgação)

A Renova (RNEW4) informou ao mercado nesta terça-feira (28) a contratação de empréstimo do tipo “debtor-in-possession” (DIP) junto à Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig; CMIG4) no valor de R$ 20 milhões.

Esse recursos, segundo o fato relevante, são necessários para suportar as despesas de manutenção das atividades da Renova e suas controladas. A companhia que está em recuperação judicial, informou que “o novo DIP obedece aos exatos parâmetros e limitações estabelecidos pelo Juízo da 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da Comarca do Estado de São Paulo”.

Desse modo, a Renova passa a deter R$36,5 milhões de mútuos pós-concursais junta à Cemig, além de R$ 5 milhões para o adiantamento de um futuro aumento de capital pela empresa mineira.

Renova tem prejuízo de R$ 166 milhões no 3T19

A Renova Energia um registrou prejuízo de R$ 166,004 milhões no terceiro trimestre de 2019, perda 31,2% menor do que a apresentada no mesmo período do ano passado. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ficou negativo em R$ 52,519 milhões, uma baixa de 11,3%.

A receita operacional líquida foi de R$ 10,451 milhões no terceiro trimestre de 2019. O valor significa uma baixa de 94,6% em relação ao mesmo período de 2018. A queda na receita teve influência da suspensão dos contratos Light I e Cemig I, além da cessão de outros contratos para Cemig e Light no mês de março de 2019.

As despesas financeiras da empresa diminuíram 7,4% em comparação ao terceiro trimestre do ano passado. A empresa explica que isso se deve a redução dos encargos das dívidas. O resultado financeiro líquido da empresa no terceiro trimestre deste ano foi negativo em R$ 126,6 milhões, uma alta de 6,5% na comparação anual.

Veja também: Receita Federal autua Renova Energia em mais de R$ 89 milhões

A Renova Energia S.A é uma companhia de energia renovável, com foco em parque eólicos e solares e pequenas centrais hidrelétricas. “O maior diferencial da Companhia é estar presente em toda a cadeia de valor, fazendo prospecção, desenvolvimento, implantação e operação de projetos de energia.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião