Economia

Redução no desemprego foi maior nos últimos meses, diz IFI

0

De acordo com o Relatório de Acompanhamento Fiscal (RAF) de fevereiro da Instituição Fiscal Independente (IFI), a redução do desemprego foi relativamente maior nos últimos meses de 2019.

Segundo o relatório da instituição ligada ao Senado Federal, “o primeiro sinal de melhora nas condições do mercado de trabalho é o movimento do desemprego nos últimos dois meses. Em novembro, a taxa caiu 0,4 ponto percentual frente ao mesmo mês de 2018, enquanto em dezembro, a redução foi de 0,6 ponto percentual nessa base de comparação”.

Confira: Desemprego cai em 16 estados em 2019, diz IBGE

A IFI também salienta que a taxa de desemprego brasileira caiu lentamente durante o ano passado, mas afirma que essa redução pode ser mais acentuada nos próximos meses.

O relatório informa que o número de desempregados na economia atingiu 11,6 milhões de pessoas em dezembro do ano passado, contra 12,1 milhões no mesmo mês de 2018.

No entanto, a instituição afirma que o desemprego só diminuirá com mais intensidade quando a recuperação econômica for mais intensa. A IFI estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,2% neste ano, o que estimulará a trajetória de queda do desemprego.

“Em linhas gerais, as condições no mercado de trabalho continuam a apresentar melhora gradual, em linha com a lenta recuperação observada na atividade econômica. De todo modo, existem sinais de melhora nas condições de emprego e renda, o que tende a impulsionar o consumo das famílias nos próximos meses”, informa o RAF.

Além disso, a ocupação cresceu 2,0% no último mês de 2019 em relação ao mesmo mês de 2018, aproximando-se do padrão de crescimento observado entre abril e agosto do ano passado.

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de trabalhadores ocupados no Brasil atingiu 94,5 milhões em dezembro.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Jader Lazarini
Jader Lazarini escreve sobre mercado financeiro, política e economia para o portal de notícias da Suno Research. Anteriormente, trabalhou na Unidas. Estuda Relações Internacionais na Universidade Anhembi Morumbi.