Rede D’or convoca assembleia para levar empresa ao Novo Mercado

Rede D’or convoca assembleia para levar empresa ao Novo Mercado
A Rede D'or disse que convocou seus acionistas para uma Assembleia Geral Extraordinária para a deliberação de algumas matérias.

A Rede D’or informou, na manhã desta quinta-feira (24), que convocou seus acionistas para uma Assembleia Geral Extraordinária para a deliberação de algumas matérias. Entre elas, está a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da rede, levando a companhia ao Novo Mercado, mais alto nível de governança da Bolsa de Valores de São Paulo (B3).

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

A Rede D’or pretende realizar a conversão de categoria B para categoria A do registro da empresa de emissor de valores mobiliários admitidos à negociação em mercados regulamentados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), e a consequente solicitação de conversão junto à autarquia.

Para tanto, a companhia pretende discutir a alteração na redação do objeto social, a alteração das competências exclusivas da assembleia geral, além de alteração do número de membros, e eleição e/ou reeleição, do Conselho de Administração, assim como seus suplentes e competências dos mesmos, com vistas à adequação aos parâmetros do Novo Mercado.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

A empresa também discutirá a aprovação de cláusula estatutária para proteção de dispersão acionária das ações ordinárias de emissão da rede.

Além disso, a assembleia deliberará sobre a possibilidade de empréstimo de suas ações que estão sob tesouraria para os bancos coordenadores que participarão do processo de abertura de capital, caso aprovado pelo Conselho de Administração.

Rede D’or busca movimentar R$ 15 bilhões em IPO

De acordo com o jornal “Valor Econômico”, a Rede D’or buscará levantar entre R$ 12 bilhões e R$ 15 bilhões em seu IPO. Isso faria com que o valor de mercado do grupo hospitalar atingisse cerca de R$ 100 bilhões. A oferta está prevista para acontecer em outubro, com suporte das seguintes instituições financeiras:

A companhia, fundada em 1977 no Rio de Janeiro, é controlada pela família Moll e tem como sócio o fundo de private equity Carlyle, além do fundo soberano Cingapura GIC. Segundo o jornal, o Carlyle abriria mão de parte de sua fatia na empresa, compondo a oferta secundária. No entanto, especula-se que a maior parte da oferta será primária, quando os recursos são direcionados ao caixa da empresa.

Em 2019, a receita líquida da Rede D’or foi de R$ 13,32 bilhões, um crescimento de 22% em comparação ao ano anterior. O lucro líquido cresceu 20,4% na mesma base comparativa, atingindo R$ 1,18 bilhão.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião