Economia

Produção industrial tem alta em 10 regiões no mês de abril

0

A pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatítca (IBGE), nesta terça-feira (11), revela que de março para abril a produção industrial registrou alta em algumas regiões.

“Em abril de 2019, a produção industrial nacional mostrou variação positiva de 0,3% frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, eliminando, assim, parte do recuo de 1,4% observado em março”, disse o IBGE

Foram analisados pelo instituto 15 regiões e 10 registraram alta. O avanço registrado pela produção industrial foi de 0,3%, em relação ao mês anterior. O principal destaque vai para o Nordeste com 6,1%. No entanto, dentre os que reduziram ficou notório o estado do Pará com -30,3%

O IBGE ressalta que apesar do crescimento, o setor industrial acumula uma queda de 2,7%.

Resultados

Confira o resultado dos estados que registraram alta na produção industrial:

  1. Pernambuco – 8,3%
  2. Bahia – 7,4%;
  3. Mato Grosso – 5,1%;
  4. Ceará – 3,7%;
  5. São Paulo – 2,4%;
  6. Rio Grande do Sul – 2,3%;
  7. Santa Catarina – 1,3;
  8. Paraná – 0,3%;
  9. Minas Gerais – 0,1%.

Veja quais estados registraram queda na produção industrial na passagem de março para abril deste ano:

  1. Pará – (-30,3%);
  2. Espírito Santo – (-5,5%);
  3. Rio de Janeiro – (-4,5%);
  4. Goiás – (-1,4%);
  5. Amazonas – (-1,2%).

Saiba Mais: PIB negativo no 1º tri teve influência da Vale e Brumadinho, diz IBGE

Conforme o IBGE a queda do Pará pode ser associado ao desastre de Brumadinho, porque a indústria do estado é concentrada no extrativismo. “Depois de Brumadinho, aumentou a preocupação com questões ambientais dentro das plantas industriais desse setor, o que acarretou uma queda na produção”, disse o analista do IBGE, Bernardo Almeida.

Acumulado

Dos 15 locais pesquisados, 11 demonstraram queda na produção industrial  no acumulado do ano. Espírito Santo e Pará foram os estados que registraram os piores resultados com -10,3% e -7,8% respectivamente.

Saiba Mais: PIB da Indústria em “recessão”: alta intensidade tecnológica puxou a baixa 

Além desses, também acumulam queda:

  • Mato Grosso (-4,8%);
  • Minas Gerais (-4,8%);
  • Região Nordeste (-3,4%);
  • Rio de Janeiro (-3,2%);
  • Amazonas (-3,0%);
  • Bahia (-2,9%);
  • São Paulo (-2,6%);
  • Pernambuco (-1,1%);
  • Goiás (-0,2%).

Rio Grande do Sul e Paraná registraram os avanços na produção industrial mais elevados no acumulado do ano com 6,2%, ambos os estados. Outros locais que registram alta foi Santa Catarina com 3,0% e Ceará com 1,8%.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.