Economia

Poupança: Saques superam depósitos em R$ 718,7 mi em maio

0

Brasileiros retiram R$ 718,718 milhões da poupança em maio, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central (BC). No mês anterior, já haviam sido retirados da poupança um valor de R$ 2,877 bilhões. Em contrapartida, maio de 2018, registrou um depósito de R$ 2,405 bilhões.

Em maio, foram realizados saques no valor de R$ 204,305 bilhões contra depósitos de R$ 203,586 bilhões. Até o momento, neste ano a poupança possui em caixa o valor de R$ 16,997 bilhões, resultado do depósito de R$ 963,897 bilhões contra as retiradas de R$ 980,894 bilhões.

Queda e retomada

A crise econômica fez com que a caderneta de poupança registrasse saídas líquidas entre 2015 e 2016. No entanto, a partir de 2017, um processo de retomada foi iniciado e intensificado em 2018, quando o número de empregos passou a aumentar e com isso a poupança fechou o ano com um superávit de R$ 38,260 bilhões.

Jovens aplicam

Um estudo realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em conjunto com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), apontou que cerca de 47% dos jovens da chamada “Geração Z” não realizam o controle de suas finanças pessoais.

Saiba mais: Geração Z: dos jovens que guardam dinheiro, 53% mantém na poupança

Além disso, entre os jovens que guardam dinheiro, 53% mantém as aplicações na poupança. O levantamento foi realizado com a base de 801 jovens brasileiros de ambos os gêneros, residentes em todas as capitais. A margem de erro no geral é de 3,5 pontos percentuais, a um intervalo de confiança de 95%. Do total de 801 ouvidos:

  • Não saber fazer: 19%.
  • Sentir preguiça: 18%.
  • Não ter hábito ou disciplina: 18%.
  • Não ter rendimentos: 16%.

Dos jovens entrevistados da Geração Z, 78% garantem ter alguma fonte de renda. Deste percentual:

  • Trabalham com carteira assinada: 36%.
  • Trabalham informalmente (“bicos” e freelancers): 23%.

Remuneração

Atualmente, a poupança remunera com base na taxa referencial (TR), que está em zero, mais 70% da taxa básica de juros (Selic), que está em 6,5% ao ano, desde março de 2018.

Compartilhe a sua opinião

Renan Bandeira
Renan Bandeira escreve sobre política e economia para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou em uma rede de televisão, onde fazia reportagens sobre os mesmos temas. Estuda na Universidade Metodista de São Paulo.