Poupança tem novo recorde de ingresso líquido em junho, de R$ 20,5 bi

Poupança tem novo recorde de ingresso líquido em junho, de R$ 20,5 bi
Poupança tem novo recorde de ingresso líquido em junho, de R$ 20,5 bilhões

Os depósitos de recursos da caderneta de poupança superaram os saques em R$ 20,533 bilhões em junho desse ano, o que torna esse o melhor resultado para meses de junho desde o início da série histórica iniciada em 1995. A informação foi divulgada nessa segunda-feira (6) pelo Banco Central (BC).

Além disso, a caderneta de poupança anotou captação líquida de R$ 84,435 bilhões no primeiro semestre do ano. O montante também representa um recorde histórico para o período.

No mês passado, o saldo da caderneta passou de R$ 921,066 bilhões para R$ 943,638 bilhões, enquanto os rendimentos somaram R$ 2,037 bilhões.

Conheça o Suno One, a central gratuita de informações da Suno para quem quer aprender a investir. Acesse clicando aqui.

Por sua vez, os depósitos foram maiores que os saques em R$ 14,435 bilhões no Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).

Em relação a poupança rural, o BC informou que houve entrada de R$ 6,099 bilhões no mês passado.

Junho foi o quarto mês de ingresso líquido de recursos na caderneta de poupança geral no ano.

Vale destacar que em junho, o governo pagou para alguns trabalhadores informais o auxílio emergencial de R$ 600, conhecido como coronavoucher, através da poupança.

Poupança tem entrada líquida em maio de R$ 37,201 bi

O Banco Central informou no início de junho que as captações na caderneta registraram uma entrada líquida de R$ 37,201 bilhões em maio, um novo recorde histórico.

O resultado é maior para qualquer mês na série histórica da autarquia federal iniciada em 1995. A captação líquida no mês de abril havia sido de R$ 30,458 bilhões, o maior valor até então.

Veja também: FGTS: governo autoriza pagamento de saque em poupança digital

Conforme dados publicados pela autarquia, os depósitos ultrapassaram os saques em R$ 30,301 bilhões no Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo . Ao mesmo tempo, as instituições que destinam os recursos para o crédito rural (SBPR) registraram uma entrada líquida de R$ 6,9 bilhões no mês passado.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião