Petrobras (PETR4): Parque das Baleias já produziu 1 bi de barris

Petrobras (PETR4): Parque das Baleias já produziu 1 bi de barris
A Petrobras, através da PIB-BV, possui 44,44% de participação do loco Tayrona  que está situado no litoral nordeste da Colômbia, em águas profundas da Bacia de Guajira

A Petrobras (PETR3; PETR4) informou nessa quarta-feira (20) que a Área de Parque das Baleias, localizada na Bacia dos Campos, já produziu 1 bilhão de barris de petróleo.

De acordo com a Petrobras, a produção média por dia no Parque das Baleias durante o primeiro trimestre de 2020 foi de 222 mil barris e 6 milhões de metros cúbicos de gás natural, sendo que 71% foi oriundo de reservatórios no pré-sal.

Garanta acesso gratuito à eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas com um único cadastro. Clique para saber mais.

Em relação as operações, a estatal declarou que a Área conta com quatro navios plataforma do tipo FPSO interligados a 44 poços produtores e 21 injetores.

Além disso, a companhia declarou que os 1 bilhão de barris de petróleo foram resultado da produção dos campos que formam a área, ou seja:

  • Baleia Anã;
  • Cachalote;
  • Caxaréu;
  • Jubarte;
  • Pirambu.

Ademais, o campo de Jubarte, que foi o primeiro a ser descoberto, em 2001, representou o quarto campo com o maior volume de produção no Brasil, durante o primeiro trimestre desse ano.

Resultados da Petrobras no 1T20

A companhia registrou um prejuízo de R$ 48,523 bilhões no primeiro trimestre de 2020. Os resultados da estatal petrolífera foram divulgados na última quinta-feira (14).

A petrolífera reverteu o resultado registrado no primeiro trimestre de 2019, quando tinha obtido um lucro líquido de R$ 4,03 bilhões. No último trimestre do ano passado o lucro tinha sido de R$ 8,153 bilhões.

Veja também: Petrobras (PETR4): S&P reafirma rating em ‘BB’ com perspectiva estável

No acumulado do ano passado, a estatal tinha registrado o maior lucro da história, em R$ 40,1 bilhões. A última vez que a companhia chegou a registrar um resultado negativo tinha sido no terceiro trimestre de 2017, quando tinha registrado uma contração de R$ 5,48 bilhões.

Além disso, a  receita bruta da empresa petrolífera foi de R$ 75,469 bilhões, uma queda de 6,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Em comparação ao quarto trimestre de 2019 essa queda foi de 7,7%, quando tinha sido R$ 81,771 bilhões.

Saiba mais: Petrobras registra prejuízo de R$ 48,5 bilhões no 1T20

Segundo a Petrobras, o resultado foi influenciado pela revisão de preços dos ativos afetados pelo impacto da crise do coronavírus (Covid-19). Além disso, no primeiro trimestre as despesas operacionais cresceram 243% em relação aos últimos três meses de 2019. Isso pois foram reconhecidos R$ 65,3 bilhões em impairments.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião