Petrobras (PETR4): Break even de Itapu deve ser inferior a US$ 20 o barril

Petrobras (PETR4): Break even de Itapu deve ser inferior a US$ 20 o barril
O ponto de equilíbrio financeiro do campo de Itapu deve ficar abaixo de US$ 20 o barril, afirmou o presidente da Petrobras

O presidente da Petrobras (PETR4), Roberto Castello Branco, afirmou que o break even (ou ponto de equilíbrio financeiro, em português) do campo de Itapu, no pré-sal da Bacia de Santos, deve ficar abaixo de US$ 20 (cerca de R$ 115,12) o barril. O CEO participou de conferência com analistas estrangeiros nesta quinta-feira (29).

A companhia espera que o campo entre em operação em um ano antes do prazo previsto anteriormente. O cronograma inicial da Petrobras previa que a produção na região tivesse começo em 2024.

A petroleira informou na última terça-feira (27) que fechou um acordo de compra da plataforma P-71 para produção no projeto, o que irá viabilizar a antecipação. A unidade, que deveria ser alocada no campo de Tupi, será deslocada para Itapu.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A Petrobras comunicou que o gasto estimado pela unidade que desembolsará às suas sócias no campo de Tupi, a Shell e a Petrogal, será de US$ 353 milhões (cerca de R$ 2 bilhões).

Petrobras vai continuar a investir na Bacia de Campos

Além disso, o diretor executivo de exploração e produção da Petrobras, Carlos Alberto de Oliveira, que também participou da conferência com analistas estrangeiros, afirmou que o novo plano de negócios da empresa estatal vai continuar a incluir investimentos na Bacia de Campos.

“Os projetos para renovação da Bacia de Campos são muito resilientes a preços baixos e são viáveis abaixo da meta de preço do barril de US$ 35 que estabelecemos para a companhia. Posso dizer que vamos continuar a investir nesta bacia, onde vemos muito potencial”, declarou o executivo da Petrobras.

Atualmente, a companhia petroleira realiza a venda de diversos ativos maduros na Bacia de Campos por meio de seu processo de desinvestimentos. A região foi a primeira na qual a empresa iniciou, na década de 1980, suas operações marítimas no Brasil.

Às 15h59 desta quinta-feira, as ações da Petrobras, negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) sob o ticker “PETR4”, operavam em alta de 2,52%, a R$ 19,14.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião