Petrobras (PETR4) deverá ter 5 mil colaboradores desligados até o fim do ano

Petrobras (PETR4) deverá ter 5 mil colaboradores desligados até o fim do ano
Petrobras divulga plano estratégico

O presidente da Petrobras (PETR3;PETR4), Roberto Castello Branco, afirmou, nesta sexta-feira (31), que a estatal petroleira deverá ter aproximadamente 5 mil empregados desligados até o final deste ano. Além disso, segundo ele, mais de 2,4 mil colaboradores deverão sair da companhia em 2021.

De acordo com Castello Branco, os desligamentos dos funcionários farão com que a empresa reduza seus custos em aproximadamente US$ 800 milhões por ano.

Todas as falas do presidente da petroleira foram ditas em teleconferência sobre os resultados da empresa, com analistas, nesta sexta.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Vale destacar que, em abril deste ano, a Petrobras aprovou a criação de um novo Programa de Demissão Voluntária (PDV), mesmo em meio a pandemia do novo coronavírus. À época, a empresa afirmou que havia aumentado o valor das indenizações dos PDVs para incentivar os pedidos de demissão.

Resultados da Petrobras no 2T20

A Petrobras divulgou seus resultados referentes ao segundo trimestre deste ano na última quinta-feira (30). A estatal informou que teve um prejuízo de R$ 2,713 bilhões no período de abril a junho deste ano. Com isso, a Petrobras reverteu o resultado apresentado no segundo trimestre de 2019, quando registrou um lucro líquido de R$ 18,866 bilhões.

No primeiro trimestre deste ano, a empresa também teve prejuízo, de R$ 48,5 bilhões. Segundo a Petrobras, o resultado apresentado no segundo trimestre foi influenciado, principalmente, pela “ausência de impairments no trimestre e ao ganho proveniente da exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/COFINS após decisão judicial favorável, que teve um efeito de R$ 10,9 bilhões no resultado . Excluindo esses fatores, o resultado teria sido pior devido aos impactos da COVID-19 em nossas operações, com reflexo nos preços, margens e volumes”.

A receita líquida da Petrobras no segundo trimestre foi de R$ 50,898 bilhões. O valor é 29,9% menor do que o registrado no segundo trimestre de 2019, quando a receita da estatal petroleira ficou em R$ 72,567 bilhões.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião