Negócios

Petrobras poderá se tornar a maior petroleira do mundo em 2030

0

De acordo com a Rystad Energy, a Petrobras (PETR3;PETR4) está a caminho de se tornar a maior produtora de petróleo no mundo entre empresas de capital aberto até 2030.

Segundo relatório publicado pela Rystad nesta terça-feira (19), o ritmo de expansão da Petrobras é o mais rápido do mundo. A petroleira estatal tende a se beneficiar do resultado dos leilões do início de novembro, após a decisão de grandes produtoras estrangeiras de ficarem fora do leilão.

Black Friday Suno – as melhores análises sobre investimentos com descontos incríveis! Cadastre-se para ser o primeiro a saber

A Petrobras assumiu o controle majoritário de mais de oito bilhões de barris no campo de Búzios. O vice-presidente da equipe upstream da Rystad, Aditya Ravi, afirmou no relatório: “A Petrobras pode, em questão de anos, tornar-se a maior produtora mundial de petróleo entre companhias abertas. O significado é enorme e simbólico”.

Ainda de acordo com o grupo, a Petrobras se tornou a terceira maior petroleira mundial em 2019, com produção de cerca de 2,2 milhões de barris por dia nos últimos três meses.

Neste ritmo a estatal poderia ultrapassar a PetroChina e chegar ao segundo lugar do ranking nos próximos meses, podendo tirar o lugar da russa Rosneft PJSC, assumindo a liderança na próxima década, afirmou Ravi.

A produção brasileira pode se elevar de uma média de 2,8 milhões de barris por dia em 2019 para acima de 5,5 milhões de barris por dia até 2030, com a Petrobras atingindo um pico de produção, com quase 3,8 milhões de barris por dia.

Petrobras eleva preço da gasolina em refinarias

A Petrobras elevou os preços da gasolina, após 53 dias sem reajuste, em suas refinarias em aproximadamente 2,7%, essa alta representa R$ 0,05 por litro.

Saiba mais: Petrobras eleva preço da gasolina em 2,7% nas refinarias

O último reajuste da gasolina aconteceu no dia 29 de setembro que teve aumento de 3,5% no preço. A petroleira elevou também o preço do diesel em 1,2% correspondente ao aumento de R% 0,026 por litro.

De acordo com a Petrobras, “o repasse ou não do aumento para consumidores finais fica a critério das distribuidoras e postos”.

Compartilhe a sua opinião

Rafael Lara
Rafael Lara cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Escreve sobre política, economia e negócios para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na TV Gazeta na produção do programa Edição Extra.