Paulo Guedes afirma que economia está ‘começando a colapsar’

Paulo Guedes afirma que economia está ‘começando a colapsar’
Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a economia brasileira está começando a entrar em colapso. A fala foi proferida durante uma reunião no Supremo Tribunal Federal (STF), realizada nesta quinta-feira (7), que contou com o presidente Jair Bolsonaro, o presidente do STF, Dias Toffoli, além de empresários e ministros.

“A informação que nós tivemos é que, embora tenhamos lançado dois ou três meses de proteção, talvez os sinais vitais não sustentem por tanto tempo. Talvez vamos ter um colapso antes. A economia está começando a colapsar”, afirmou Paulo Guedes.

Garanta acesso ao Suno One, a central de informações para quem quer aprender a investir. Acesse gratuitamente clicando aqui.

O ministro destacou que o Brasil conseguiu, por meio de diversas medidas, preservar vidas e empregos. “Preservamos mais de cinco milhões de empregos. Lançamos o programa de auxílio emergencial para preservar os sinais vitais da economia. Ainda está funcionado por essa proteção”, acrescentou o ministro da Economia.

Bolsonaro também aproveitou a oportunidade e falou sobre as restrições de alguns Estados e afirmou que “as consequências estão batendo à porta de todos”.

O presidente da República salientou que os trabalhadores autônomos estão com a renda reduzida e, em alguns casos, chegaram a perder totalmente seu faturamento. “Quem tem carteira assinada, está batendo na casa de 10 milhões de desempregados. Este número tende a crescer”, afirmou Bolsonaro.

Emissão de moeda e compra da dívida interna, segundo Paulo Guedes

Na última quinta-feira (30), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o Banco Central (BC) poderia sim, em certa situação, emitir moeda por conta da crise provocada pelo coronavírus.

Saiba mais: Paulo Guedes: câmbio está indo para o lugar real, de equilíbrio

“Realmente você cair numa situação em que a inflação vai praticamente para zero, juros colapsam e existe o que a gente chama de armadilha da liquidez tecnicamente, o Banco Central pode sim emitir muito uma moeda e pode sim inclusive comprar dívida interna”, afirmou Paulo Guedes, durante uma audiência transmitida ao vivo na semana passada.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião