Acordo entre Minerva (BEEF3) e FrigoNorte será analisado no Paraguai

Acordo entre Minerva (BEEF3) e FrigoNorte será analisado no Paraguai
Fachada da Minerva (divulgação)

O órgão antitruste do Paraguai, a Comissão Nacional da Concorrência (Conacom), anunciou nesta sexta-feira (19) que irá apurar a concentração de mercado entre a Minerva Foods (BEEF3) e o FrigoNorte.

A entidade informou, em nota, que a decisão foi tomada em vista de “reportagens jornalísticas que indicam a possível existência de operações de concentração entre as duas empresas”. O jornal “Valor Econômico” publicou na última quinta-feira (19) informações sobre o fechamento de um contrato de prestação de serviços entre a Minerva e a empresa paraguaia.

“A Minerva Foods, líder em exportação de carne bovina in natura e seus derivados na América do Sul, e que atua também no segmento de processados, informa que uma das empresas de sua subsidiária integral Athena Foods celebrou contrato de prestação de serviços com a planta localizada em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, denominada Frigonorte, pelo prazo de um ano”, informou a empresa, em nota.

Garanta acesso gratuito à eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas com um único cadastro. Clique para saber mais!

O acordo prevê que a responsabilidade pela venda dos produtos ficará a cargo da companhia brasileira. Enquanto o FrigoNorte, baseado no município de Pedro Juan Caballero perto da fronteira com o Estado do Mato Grosso do Sul, fornecerá carne bovina à Minerva. O contrato tem validade de um ano de duração.

A empresa paraguaia entrou em crise após o envolvimento de um de seus sócios nas investigações que transcorrem no Brasil contra o doleiro paraguaio Dario Messer, conforme o jornal informou em março. O Frigonorte faturava cerca de US$ 150 milhões antes dos problemas financeiros. O frigorífico apresentava um faturamento perto de US$ 150 milhões (cerca de R$ 796,5 milhões) antes de mergulhar em crise financeira após polêmica.

Acordo com Minerva ocorre após Marfrig desistir de compra

A acordo entre a Minerva e o FrigoNorte aconteceu após a Marfrig (MRFG3) avaliar a aquisição da empresa paraguaia. O negócio poderia marcar a entrada a brasileira no mercado paraguaio, porém não se concretizou após a Marfrig encontrar problemas na diligência.

Saiba mais: Marfrig, JBS e Minerva são autorizadas a exportar para Tailândia

A brasileira Minerva registrou um receita líquida de R$ 4,1 bilhões no primeiro trimestre deste ano e lidera a produção e exportação de carne bovina para o Paraguai.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião