Internacional

Odebrecht pode ser impedida de fazer negócios na Colômbia por 20 anos

0

O governo colombiano entrou com pedido para o órgão regulador de empresas do país impeça que a Odebrecht possa fazer negócios no país pelos próximos 20 anos.

Marta Lucia Ramirez, vice-presidente da Colômbia, e Carlos Gomez, chefe da defesa legal do Estado, formalizaram o pedido ontem (19). O objetivo é, principalmente, punir a Odebrecht pelo crime de pagamento de propinas no país.

Em trecho do pedido é apresentado uma posição dura do governo sobre o acontecido: “Este é um dos piores ataques cometidos contra a moralidade do país, que causou sérios prejuízos nas finanças públicas e foi a fonte de sérios danos à ética pública”.

A construtora brasileira está envolvida no maior esquema de corrupção da América Latina, sendo que em 2016 a multinacional admitiu que subornou autoridades de dezenas de países.

Especula-se que os subornos do grupo na Colômbia cheguem a US$ 30 milhões. Enquanto 14 pessoas foram presas no caso, incluindo ex-ministro do Transporte do país.

A grande obra da Odebrecht na Colômbia foi na construção de um trecho de rodovia equivalente a 528 quilômetros, o contrato foi avaliado em mais de US$ 1 bilhão.

Compartilhe a sua opinião

Mateus Vasconcellos
Formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, Mateus Vasconcellos escreve sobre o mercado financeiro para o portal de notícias da Suno Research. Antes da Suno, teve passagem pelo Observatório do Terceiro Setor e é vencedor do 7° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão.