Nui Social: suposta pirâmide financeira oferece ganhos diários de até 2,5%

Nui Social: suposta pirâmide financeira oferece ganhos diários de até 2,5%
Nui Social: suposta pirâmide financeira oferece ganhos diários de até 2,5%

A Nui Social é uma suposta pirâmide financeira, norte-americana, que promete ganhos de até 2,5% ao dia, além de oferecer bônus de 10% por indicação direta. Rentabilidades claramente improváveis no mercado de capitais, considerando que o maior investidor da história, Warren Buffett, realizou em média 19% ao ano durante os seus mais de 60 anos de atuação no mercado financeiro.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

A suposta pirâmide financeira tem sede em Lehi, no Condado de Utah, nos Estados Unidos, mas está recrutando clientes em diversos países, inclusive no Brasil, segundo informações de uma fonte próxima ao assunto.

Em sua página no Facebook, a Nui Social diz que está “revolucionando o mercado de criptomoedas”. A empresa chegou ao Brasil em setembro do ano passado e já foi denunciada e acusada de realizar processos fraudulentos nos EUA, onde estaria também proibida pela U.S Securities and Exchange Commission (SEC) de captar clientes.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A empresa não possui uma explicação clara de sua função no mercado, e apenas informa em sua página do Facebook que trabalha com “produtos digitais diversos, mineração, trading de criptomoedas, moeda própria (Kalacoin), já criada e já circulando dentro da blockchain da própria empresa, cursos sobre blockchain, criptomoedas e outros”.

“O caso da Nui Social é mais um que tenta chegar ao Brasil prometendo ganhos incompatíveis com o mercado. Ademais, há indícios de paralisação de suas operações no território base, qual seja: EUA. A promessa de ganhos fixos, constantes e altos consubstanciada com uma empresa que não possui qualquer autorização aparente ou dispensa do ente regulador nacional, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), demonstra preocupação para os investidores em potencial”, explica Artêmio Picanço, advogado especialista em mercado de capitais e em pirâmide financeiras, ao SUNO Notícias.

A empresa informa também em seu site que é uma subsidiária da “Appliqate”, que é uma companhia especializada em pagamento blockchain e marketing digital.

Promessas de rendimento da Nui Social. (foto: reprodução Facebook/Nui Social Brasil Oficial)

“Para ajudar nossos membros a aumentar sua compreensão do blockchain, oferecemos uma extensa série educacional. Os cursos de Nui Social são abrangentes e completos, levando você de iniciante em blockchain a um especialista em criptografia. Você não encontrará um recurso mais simples ou completo para entender como o blockchain e a criptomoeda funcionam. Fizemos o trabalho para você! Nossa série educacional ajuda você a ganhar confiança para navegar na indústria de blockchain de hoje”, informa a suposta pirâmide financeira em seu site.

Apesar do CEO da companhia, Darren Olayan, não ser brasileiro, o presidente da Nui Social é. Rodrigo Silva comanda a empresa e realiza, com uma certa frequência, lives no Instagram da companhia para os clientes que estão espalhados por diversas partes do mundo.

A empresa, segundo o portal do CEO da companhia, já possui mais de 300 mil “investidores”. “A Nui está construindo sua rede de blockchain, alavancando suas parcerias com mais de 300.000 afiliados. Mas não estamos apenas construindo redes blockchain, estamos identificando, desenvolvendo e implementando aplicativos inovadores que as pessoas podem usar em blockchain. Comp Chain e a cripto-moeda Kala são apenas alguns dos produtos revolucionários que Nui construiu para a rede de transações do futuro … e o futuro é agora! ”, informa o portal de Darren Olayan.

Nui Social processou Google por vídeo sobre pirâmide financeira

A Nui Social chegou a processar o Google Brasil por causa de acusações sofridas por um membro de um canal do YouTube, chamado “Rei das Finanças”. Em dois vídeos diferentes, o homem teria dito que as operações da companhia são fraudulentas, além de citar que ela seria um “piramidão na rede”, em alusão ao esquema de negócios da empresa que poderiam ser uma pirâmide financeira.

“Necessário se faz que os interessados em aportar capital na mesma, verifiquem se existe uma sede empresarial no território nacional, se há um CNPJ válido, atentando-se por fim aos termos de uso, que são a regra do jogo, para que não sejam pegos desapercebidos. Não raras vezes é comum notarmos cláusulas que impedem o resgate do capital e dos rendimentos e outras, ainda, que impõe ao investidor foro de eleição em território internacional”, alerta o advogado especialista em mercado de capitais.

Promessas de ganhos altos e fixos devem ser analisadas com muita cautela

Diversas empresas que combinaram marketing multinível com criptomoedas no Brasil acabaram dando errado e muitas foram descobertas, mais cedo ou mais tarde, como pirâmides financeiras. Os especialistas da SUNO Research reiteram que os investidores devem sempre se atentar às promessas de rendimentos altos a curto prazo.

“A primeira coisa é ver a promessa de rentabilidade. Muitas vezes, eles colocam um número, em termos absolutos, baixo. Por exemplo, falam que o cliente terá 1% de ganho ao dia, e aí o cliente acha possível, por parecer um rendimento pequeno. Mas quando você compõe isso ao longo do ano, ou ao longo do mês, isso dá uma taxa absurda, totalmente irreal. Existe uma fraude por trás, isso não é sustentável”, afirma João Arthur, especialista em mercado financeiro da SUNO Research.

A SUNO Research recomenda cautela neste tipo de aplicação, ainda mais quando a empresa apresenta problemas em outros países, como é o caso desta. A melhor forma de investimento é a educação financeira, também para evitar de cair em esquemas de pirâmides financeiras.

Carlo Cauti

Compartilhe sua opinião