Nubank racista? Entenda a polêmica envolvendo a fintech

Nubank racista? Entenda a polêmica envolvendo a fintech
O Nubank se envolveu em uma polêmica sobre racismo após uma declaração da sócia da fintech, Cristina Junqueira.

O Nubank se envolveu em uma polêmica sobre racismo a partir de uma declaração da sócia da fintech, Cristina Junqueira.


Entrevistada no programa “Roda Viva” da TV Cultura, Junqueira foi questionada sobre a contratação de funcionários pertencentes a minorias no Nubank. E a resposta desagradou muita gente, principalmente nas mídias sociais, que começou a acusar a fintech de racismo.

“Estamos procurando uma pessoa para ser nossa líder global de diversidade e inclusão. Já faz algum tempo, já faz algum tempo que a gente está buscando (candidatos para) várias posições. Inclusive, tem uma posição de vice-presidente de marketing para trabalhar comigo que já estou há bastante tempo procurando e é difícil. Eu acho que recrutar Nubank sempre foi difícil. O maior desafio do Nubank é gente. Não dá para nivelar por baixo “, respondeu a sócia do Nubank.

Suno One: o primeiro passo para alcançar a sua independência financeira. Acesse agora, é gratuito!

“É por isso que a gente investe em formação. A gente criou um programa gratuito, chamado ‘Diversidados’ em que a gente ensina ciência de dados para pessoas que querem entrar nisso e a gente vai capacitar essas pessoas. Não adianta a gente colocar alguém para dentro que não vai ter condição de trabalhar com as equipes que a gente tem, de se desenvolver, de avançar na sua carreira, depois não vai ser bem avaliado… Aí a gente não está resolvendo problema, está criando outro”, salientou Junqueira.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

Após a entrevista ir ao ar, começaram as acusações de racismo nas redes sociais contra a fintech.

O tamanho da repercussão negativa levou Junqueira a realizar um vídeo, postado em suas redes sociais, se desculpando pela frase.

“Teve um trechinho do que eu falei lá que infelizmente não repercutiu tão bem. E eu queria dizer que falar de diversidade racial não é fácil – não é fácil para ninguém, para a gente no Nubank. A gente tá aqui para aprender, para ouvir. Muito a gente tem feito internamente para ouvir, e externamente, criando esse diálogo. Infelizmente, o que eu falei, eu queria pedir desculpas. Não me expressei da melhor maneira. É super importante a gente ter uma comunicação clara. Queria agradecer toda a repercussão porque todo mundo tem o que aprender, eu tenho”, declarou a sócia do Nubank no vídeo.

Nubank publica texto em seu blog

O Nubank também chegou a publicar em seu blog um post com o título “Diversidade racial no Nubank: o que fazemos – e por que isso ainda não é o bastante”.


No texto, a fintech salientou como a diversidade sempre foi um de seus pilares, mas admitiu que ainda tem “um longo caminho pela frente”.

“Nosso compromisso com os nossos times segue o mesmo desde que o Nubank surgiu: o de criar times fortes e diversos. A gente acredita que esse é o único caminho. Sabemos que ainda não estamos lá – mas seguimos ouvindo e ativamente trabalhando para mudar”, escreveu a fintech em seu blog.

Carlo Cauti

Compartilhe sua opinião